PUBLICIDADE

Sexo e humor pioram quando homens largam os anabolizantes

Estudo mostra que pode demorar mais de um ano para a testosterona voltar ao normal

6 jun 2024 - 09h00
Compartilhar
Exibir comentários
Após interromper o uso de anabolizantes, homens tiveram piora da função sexual e sintomas depressivos
Após interromper o uso de anabolizantes, homens tiveram piora da função sexual e sintomas depressivos
Foto: iStock / Jairo Bouer

Apesar de o uso de esteroides anabolizantes com fins estéticos, ou seja, sem que haja uma deficiência comprovada de testosterona, ser proibido, muitos homens caem na tentação de utilizar esses hormônios, ainda mais os adeptos do "bodybuilding".

Para esses homens, fica um alerta. Depois de interromper o uso, é comum enfrentar problemas na função sexual, bem como sintomas de ansiedade e depressão, segundo um estudo apresentado na reunião anual da Edocrine Society (Endo 2024).

Piora na ereção e no desejo

Pesquisadores do Imperial College London, no Reino Unido, descobriram que, em comparação com usuários atuais e não usuários, homens que pararam de usar anabolizantes há cerca de um ano apresentaram pontuações mais baixas em relação a função erétil, desejo sexual e satisfação geral em relação ao sexo.

Sintomas de ansiedade e depressão

Além disso, cerca de 20% desses homens apresentaram depressão moderada ou grave, em comparação com 6% dos usuários atuais e não usuários. Usuários de anabolizantes que abandonaram os hormônios há um ano e tinham alguma condição psiquiátrica associada apresentaram uma probabilidade duas vezes maior de enfrentar depressão grave.

Um padrão semelhante foi encontrado para a ansiedade: 12% dos usuários anteriores relataram ansiedade moderada ou grave, em comparação com 2% dos não usuários. Os usuários anteriores também tiveram pontuação mais baixa em energia e fadiga.

O que sabemos dos estudos atuais é que mesmo quando os homens param de usar esteroides anabolizantes e essa testosterona é retirada, pode levar de alguns meses até um ano ou mais para que a testosterona normal volte a ocorrer", disse a endocrinologista Bonnie Grant, que liderou o estudo.

"Pode ser que esse período de baixa testosterona natural nos homens seja o que os causa disfunção sexual, mau humor e baixa energia", acrescentou.

Efeitos adversos dos anabolizantes

Estima-se que 6% dos homens em todo o mundo usaram esteroides anabolizantes em algum momento da vida, segundo Grant. Muitos efeitos adversos estão associados ao uso, incluindo eritrocitose (aumento anormal dos glóbulos vermelhos no sangue), danos no fígado, hipertrofia cardíaca, dislipidemia, hipertensão e infertilidade. A maioria desses efeitos adversos é totalmente reversível quando o uso de esteroides é interrompido.

No entanto, estima-se que aproximadamente 30% dos homens desenvolvam dependência e cerca de 65% reiniciem os esteroides um ano após a interrupção. Isso ocorreu com maior frequência para os homens que relataram pontuações mais baixas de bem-estar, o que não surpreendeu os pesquisadores.

Estudo contou com 165 homens

Para o estudo, 165 homens foram recrutados no Reino Unido, a maioria frequentadores de academias. Eles foram divididos em três grupos: usuários atuais de esteroides anabolizantes (n=76), pessoas que pararam de usar esteroides há um ano ou menos (n=46) e não usuários (n=43). Todos preencheram questionários sobre uso indevido de substâncias, sintomas de depressão e ansiedade, e também foram submetidos a coleta de sangue matinal em jejum com toxicologia de urina.

Diagnóstico psiquiátrico e uso de outras substâncias

Entre os grupos, a idade média foi de 35,6 a 38,6 anos e a maioria eram brancos. Os usuários anteriores ou atuais foram significativamente mais propensos a ter um diagnóstico psiquiátrico autorrelatado - principalmente depressão e ansiedade - e a consumir outras substâncias ilícitas, principalmente cocaína e cannabis.

Alterações hormonais

Como esperado, os usuários atuais apresentaram níveis totais de testosterona e estradiol significativamente mais altos, além de níveis mais baixos de hormônio luteinizante (LH), hormônio folículo-estimulante (FSH) e globulina ligadora de hormônio sexual (SHBG):

Embora os usuários anteriores tivessem apresentado níveis de testosterona semelhantes aos daqueles que nunca usaram esteroides, cerca de 25% tinham um nível de testosterona inferior ao normal.

O único hormônio associado à pontuação da função sexual foi o LH, com níveis mais elevados associados à piora na função sexual de usuários anteriores. "Havia alguns homens neste grupo que tinham níveis de LH muito, muito baixos, talvez devido ao uso contínuo e oculto de esteroides anabolizantes", disse Grant.

Alerta para quem usa

Uma limitação da análise foi a falta de dados sobre o humor e a função sexual basal dos participantes antes do uso de esteroides. No entanto, os resultados servem de aviso para quem usa ou pensa em usar anabolizantes.

O ideal é não usar, mas caso isso aconteça, é importante contar com auxílio de um médico de confiança durante e depois de usar os hormônios, para evitar o risco de dependência e de problemas de saúde em função do uso.

Jairo Bouer
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade