PUBLICIDADE

Jovem internada após cheirar pimenta apresenta evolução com fisioterapia

Thais foi internada em Anápolis (GO) depois de ter inalado o condimento; ela teve um broncoespasmo e um edema cerebral.

3 abr 2023 - 20h45
(atualizado em 4/4/2023 às 10h27)
Compartilhar
Exibir comentários

A jovem trancista Thais Medeiros de Oliveira vem apresentando melhoras no quadro de saúde depois de ter sido internada por cheirar pimenta, em fevereiro passado, na cidade de Anápolis (GO). Ela tem 25 anos e duas filhas.

A mãe da jovem informou ao G1 que ela já consegue se sentar durante a fisioterapia, que é feita quatro vezes ao dia. Adriana Medeiros contou ainda que a filha conseguiu ingerir iogurte, o primeiro alimento desde que passou a se alimentar com sonda.

Thais, que quase morreu por cheirar pimenta, tem feito quatro sessões de fisioterapia ao dia Crédito
Thais, que quase morreu por cheirar pimenta, tem feito quatro sessões de fisioterapia ao dia Crédito
Foto: Reprodução/Mídias Sociais / Perfil Brasil

, escreveu a mãe. Veja o vídeo abaixo.

A mãe contou ainda que essas evoluções aconteceram nesta segunda-feira (03), durante sessões de fisioterapia. Apesar disso, Adriana falou que está ciente de que ainda há uma "longa caminhada" para a recuperação da jovem.

Thaís tem previsão de retirada da traqueostomia para os próximos dias; o aparelho será substituído um outro de metal, segundo sua mãe.

A jovem tinha um histórico de bronquite e asma, diagnosticada após a primeira gravidez; e sofria com crises alérgicas chegando a ficar cinco dias internada com uma bactéria no pulmão.

A mãe contou que no dia do acidente: "A gente estava em busca do teste alérgico para saber quais substâncias ela tem alergia. Ela comia pimenta em casa, tínhamos costume de comer e nunca teve problema. Como ela já estava com falta de ar [... naquele dia...], cheirou a pimenta e fechou a glote".

Pimenta quase matou a jovem: relembre o caso

Thais, moradora de Goiânia (GO), teve uma forte crise alérgica ao sentir o aroma de um vidro recém-aberto que continha uma conserva de pimenta-bode, no dia 17 de fevereiro. Ela estava na casa dos pais de seu namorado, Matheus Oliveira, na cidade de Anápolis, a 55 quilômetros da capital goiana. Assim que sentiu o cheiro da pimenta, ela começou a passar mal de imediato. Mateus contou que logo depois "ela tentava puxar o ar, mas o ar não ia". Segundo os médicos que a atenderam, Thais teve um grave broncoespasmo.

A mulher deu entrada no hospital sem sinais vitais e precisou ser reanimada. Em seguida, foi levada à unidade de terapia intensiva (UTI) com o quadro de edema cerebral.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jhenny Faria 🤍 (@jhfria)

Perfil Brasil
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade