0

Lições de 2020 servem de aprendizado para correr mais em 2021

Após passar pelas dificuldades de 2020, seu aprendizado será muito útil para conseguir evoluir nos treinamentos do novo ano que se inicia

6 jan 2021
17h23
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Lições de 2020 servem de aprendizado para correr mais em 2021
Lições de 2020 servem de aprendizado para correr mais em 2021
Foto: Shutterstock / Sport Life

2020 foi um ano muito difícil, inclusive para os praticantes de atividade física. Com a pandemia, parques e academias foram fechados e dificultaram a rotina de treinamentos. Contudo, eles estão voltando, aos poucos, às suas atividades normais e, tudo que fez em 2020 servirá como aprendizado para evoluir no ano que se inicia.

Então, se uma de suas metas para 2021 é poder correr mais e melhor, faça um balanço de seu desempenho no ano anterior e tire um aprendizado. "Suas corridas anteriores e ciclos de treinamento estão cheios de pistas que podem ajudá-lo a chegar ao próximo nível", diz Andrew Kastor, treinador do Mammoth Track Club.

Preste atenção à quilometragem

Quando se trata de desempenho a qualquer distância, o seu volume semanal é o fator mais importante. A cada corrida você aumenta o volume de sangue e fortalece coração e pulmões, além de criar resistência. Aumentar o volume nos treinamentos exige um grande aprendizado e paciência: por isso, tenha sempre a ajuda de um profissional de educação física com ênfase em corrida.

Varie o ritmo

Enquanto a maioria de sua quilometragem deve ser feita em um ritmo fácil, cada semana deve também incluir o tempo em um ritmo confortavelmente duro, bem como um ritmo difícil. "A execução de uma variedade de ritmos garante que você está atingindo as zonas de treinamento específicas que levam a se tornar um corredor mais rápido", diz Kastor.

Intervalos rápidos impulsionam o sistema cardiovascular. Ambos os ritmos melhoram sua biomecânica, enquanto os dias fáceis permitem a recuperação. Se você ainda não tinha esse aprendizado e estava fazendo qualquer variação de velocidade, comece com calma para não acabar se machucando. Em seguida, faça um treino semanal de 6 x 400 metros no ritmo da corrida meta com igual tempo para recuperação.

Olhe para seu passado

Estudar suas corridas passadas é importante. Faça uma análise honesta dos pontos a melhorar e crie estratégias para abordar essas questões no treinamento. Mais do que olhar para o passado, o presente é tudo o que você tem para se superar. Por isso, preste atenção à sua biomecânica, respiração, cadência e aos avisos que o corpo dá durante a atividade. Dessa forma, seu aprendizado te deixará mais conectado e comprometido nos treinos e provas!

Veja também:

Venezuela: os trabalhadores da saúde com salários de US$ 4 por mês e sem equipamentos de proteção
Sport Life
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade