PUBLICIDADE

Receitas com pé de moleque para quem ama esse doce

Croissant recheado, 'de colher', praliné: são vários os pratos que passam por releituras a partir do pé de moleque

2 jul 2022 - 14h43
Ver comentários
Foto: LauriPatterson / iStock

Engana-se quem pensa que o pé de moleque é uma iguaria genuinamente brasileira. Na gastronomia, a pasta doce incrementada com algum grão, como amêndoas, pistache e amendoim, ganhou diversas embalagens similares, como o português nogat, feito de mel de abelhas; o italiano torrone ou, ainda o indiano chikki, levado pelos portugueses ao Oriente.

O fato, porém, é que essa mistura de açúcar ou rapadura com amendoim se tornou queridinho nas festas juninas e, nessa mistura de um doce exagerado com o salgadinho do amendoim, ganhou o carinho definitivo dos brasileiros. Com isso, hoje, a receita ganha releituras, inovações e aplicações inéditas, indo do arroz doce para o recheio do croissant.

"O pé de moleque é um doce clássico. Ele fica lindo mas mesas, é apetitoso e, sem ele, perde a graça de ver o amendoim, tão nosso, brilhando. Penso que é uma tradição e uma delícia", resume a chef Mariana Dias, formada em confeitaria na Escuela Espaisucre, em Barcelona, e que trabalhou em lugares estrelados como KAA, Kinoshita e Esquina Mocotó.

Foto: Moonstone Images / iStock

Pé de moleque

Não poderíamos começar diferente: a receita mais tradicional do pé de moleque, pra fazer no conforto de casa. A chef Mariana Dias, formada em confeitaria na Escuela Espaisucre, em Barcelona, trabalhou em confeitarias e em diversos restaurantes, como KAA, Kinoshita e Esquina Mocotó. Aqui, ela ensina a fazer o tradicional doce junino em uma hora e meia -- e, segundo ela, dá pra fazer essa receita de apenas quatro ingredientes sem dor de cabeça. Receita completa aqui.

Praliné de pé de moleque feito com amêndoas

O pralinê é um doce feito com amêndoa torrada, envolvida em açúcar e cristalizada. Uma espécie de amêndoa cristalizada. A Le Blé Casa de Pães, em Higienópolis, se valeu dessa essência do pralinê para apresentar uma reinvenção do pé de moleque, feito com amêndoas e em um formato mais delicado. "Para dar o nosso toque [ao pé de moleque], uma pegada mais francesa, pensei numa versão inspirada no praliné. Faço um caramelo médio e no lugar do amendoim, usamos amêndoas", explica a chef Fernando Campos. Receita aqui.

Marmitinha de Festa Junina

A chef Marilia Zylbersztajn, da confeitaria que leva seu nome, criou uma receita, batizada carinhosamente de Marmitinha de Festa Junina, que traz a essência do pé de moleque como se fosse uma releitura do doce para comer de colher. O prato combina creme de doce de leite, calda de chocolate e amendoim torrado caramelizado, trazendo a lembrança dessa iguaria tão típica das festas juninas, mas com uma textura criativa e fora dos padrões. Confira a receita completa.

Croissant recheado com creme de amendoim e pé de moleque triturado

Quem disse que comida francesa e pé de moleque não podem se juntar? Na Zestzing, a chef Claudia Rezende brinca com essa mistura. "O que mais adoro nas festas juninas é do pé de moleque. Incrementei meu croissant de amêndoas com paçoca e pé de moleque. Os franceses não tem essas guloseimas A mistura ficou uma delícia", conta Rezende. Receita aqui.

 

Estadão
Publicidade
Publicidade