PUBLICIDADE

Praia isolada por erupção vulcânica há quase 2 mil anos é reaberta ao público na Itália

O antigo vilarejo de Herculano foi assolado pela erupção do Monte Vesúvio, que também destruiu a cidade de Pompéia, no ano 79

24 jun 2024 - 23h11
(atualizado às 23h15)
Compartilhar
Exibir comentários
Praia isolada por erupção vulcânica há 2 mil anos é reaberta ao público na Itália
Praia isolada por erupção vulcânica há 2 mil anos é reaberta ao público na Itália
Foto: Divulgação/Ministero della Cultura

Uma antiga praia que permanceu isolada por quase dois mil anos foi recentemente reaberta ao público na Itália. Atingida pelo material vulcânico expelido pelo Monte Vesúvio no ano de 79, a praia de Herculano, uma das cidades destruídas pela erupção milenar, voltou a receber turistas após anos de escavações arqueológicas e restaurações. 

Na ocasião da catástrofe, cerca de 330 moradores do vilarejo pereceram enquanto tentavam fugir. A praia, por sua vez, acabou soterrada pelos detritos vulcânicos. No entanto, um projeto de restauração permitiu aliar o sítio arqueológico ao potencial turístico do balneário italiano. 

A inauguração aconteceu em 19 de junho, após a ação, coordenada pelo Parque Arqueológico de Pompéia, restaurar o acesso à antiga praia.

Uma segunda etapa do projeto prevê a recuperação da faixa de areia milenar, fazendo com que as áreas de Herculano sejam reconectadas como eram antes da erupção. 

Os trabalhos arqueológicos na região de Herculano começaram no início da década de 1980, quando o mar baixou e revelou o fronte do vilarejo parcialmente soterrado. No entanto, a ação foi abandonada pouco depois. 

A corrosão natural provocada pelo mar e pelas mudanças climáticas, porém, fizeram com que arquéologos retomassem as atividades de restauração em Herculano. Hoje, a visitação leva a arcos onde se refugiraram as pessoas que tentavam fugir da erupção, mas acabaram impedidas pelo mar. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade