PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

'Morte como herói', diz médico que encontrou colega sem vida em abrigo no RS

O dermatologista Carlos José Cardoso acompanhava o médico Leandro Medice em missão humanitária para ajudar as vítimas das enchentes

14 mai 2024 - 20h49
(atualizado às 23h02)
Compartilhar
Exibir comentários
Carlos José Cardoso (à esquerda) e Leandro Medice viajaram juntos do Espírito Santo ao Rio Grande do Sul para ajudar vítimas dos temporais.
Carlos José Cardoso (à esquerda) e Leandro Medice viajaram juntos do Espírito Santo ao Rio Grande do Sul para ajudar vítimas dos temporais.
Foto: Reprodução/Instagram/@drcarlosjosecardoso

"Foi a morte como herói, cumprindo a palavra de Deus". Foi assim que descreveu o médico Carlos José Cardoso o falecimento do cardiologista Leandro Medice, de 41 anos, encontrado sem vida em um abrigo em São Leopoldo (RS). Cardoso e Medice viajaram juntos do Espírito Santo para ajudar as vítimas das enchentes que assolam o Rio Grande do Sul

Em emocionante relato publicado nas redes sociais nesta terça-feira, 14, Cardoso relembrou a atuação do amigo e afirmou que, horas antes de ser encontrado morto, Leandro aparentava estar bem. A dupla viajou ao Rio Grande do Sul na madrugada de domingo, 12, e atendeu normalmente durante todo o dia. 

Na manhã de segunda-feira, 13, no entanto, Cardoso encontrou o amigo sem vida. "A gente ficou conversando até meia-noite, combinamos de eu ficar no plantão à noite porque ele estava um pouco mais cansado, mas estava bem, feliz e não estava sentindo nada. A gente conversou bastante dele dormir, e, porque ele ronca, brinquei que ia dormir separado". 

O médico conta que, por volta das 4h de segunda, levantou para fazer uma ronda pelo abrigo e encontrou o amigo respirando e roncando. "Depois, entre 5h e 6h, levantei para começarmos o atendimento. Chamei o Leandro, mas não muito alto, ele estava em uma posição em que parecia estar desconfortável. Como não estava claro, não quis acordá-lo naquele momento". 

Médico do ES é encontrado morto em abrigo em São Leopoldo (RS)
Médico do ES é encontrado morto em abrigo em São Leopoldo (RS)
Foto: Reprodução/Redes Sociais

"Voltei 30 minutos depois e, como ele não respondia meu chamado, fui apalpá-lo e percebi que estava frio e constatei a morte dele", diz o médico. Apesar da especulação de que Medice pudesse ter sido vítima de infarto, as causas da morte ainda precisam ser investigadas. 

"Ele não tinha sinais de quem infartou até porque é cardiologista, se ele tivesse sentido alguma dor, teria me chamado. Ele teve uma morte abrupta, imediata, que a gente não sabe o que é, podem ser várias possibilidades, um derrame, embolia, uma série de problemas que até agora não sabemos", informou. 

Cardoso relatou, também, os desafios para levar o corpo de Medice de volta ao Espírito Santo e, por fim, disse que o amigo "morreu fazendo o que queria fazer". "Traz uma tristeza e uma felicidade ao mesmo tempo. Estava ajudando ao próximo, que foi a mensagem de Cristo, que é levar pão a quem tem fome, levar conforto a quem está tá desconfortável. E isso ele estava fazendo”, disse o amigo. 

Médico que se voluntariou para ajudar vítimas de enchente é achado morto em abrigo no RS:

Velório e enterro

O velório de Medice estava previsto para começar nesta terça-feira, às 21h, no Cemitério Jardim da Paz, em Serra, no Espírito Santo. O sepultamento é previsto para quarta-feira, 15, às 10h.

Carreira

Medice era fisioterapeuta e médico cardiologista, tendo atuado como intensivista e também no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ele se dedicou também à estética capilar em uma empresa de Vila Velha, no Espírito Santo, ao lado do marido, que é acupunturista.

O médico também trabalhou no Hospital Evangélico de Vila Velha (HEVV), que divulgou uma nota de pesar sobre a morte do profissional. "A direção do HEVV ressalta que dr. Leandro Medice sempre foi uma pessoa muito querida pelos colegas de trabalho e um profissional exemplar durante os anos em que atuou no hospital. A direção lamenta, profundamente, a morte súbita do médico".

O Instituto Medice também publicou sobre a morte do médico. “Comunicamos por meio deste, que na madrugada desta segunda-feira 13/05/24 o nosso querido Dr. Leandro veio a falecer, vítima de um mal súbito. Leandro estava no RS na missão humanitária em prol das vítimas das enchentes desde ontem (domingo)”.

Saiba como ajudar as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul Saiba como ajudar as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade