PUBLICIDADE

Criminoso Invisível na mira da lei

Brasil aprova lei que criminaliza a obsessiva perseguição online

29 mar 2021 08h00
ver comentários
Publicidade

Você sabe o que significa dar uma ‘stalkeada’? Será que já fez isso e nem sabe? Ou será que fazem isso com você? Uma atitude que por muitos pode ser até considerada normal e inocente, a bisbilhotada online na vida de uma pessoa é uma coisa grave e que pode virar crime a qualquer momento aqui no Brasil.

Para entender mais sobre o que acontece, primeiro vamos ao significado de stalkear. A palavra vem do inglês e quer dizer perseguir. O problema não está em matar a “curiosidade”, afinal de contas navegar pelas redes sociais facilita e muito isso, mas na intensidade e na intenção desta investigada. Como em tudo o que fazemos existe uma ética e um limite. Porém muitas horas a fio diante de uma tela pode ser irresistível para alguns e a curiosidade se tornar um hábito de espionar. Daí é um pulo para se transformar numa mania e certamente em uma invasão literal de privacidade.

Muitos seguidores acabam desenvolvendo sérios problemas psicológicos e não são capazes de distinguir o normal do abusivo. Deste bisbilhotar de forma doentia nascem os Stalkers Digitais ou os Cyberstalkings. Eles costumam stalkear o Facebook e até ser o Instagram Stalker de alguém. Todos os dias. Horas a fio. Existem histórias de arrepiar. Numa foram deixados 15 mil comentários no twitter da vítima; em outra o criminoso invisível ia postando os dados da pessoa para provar que tinha o controle. Também, é claro, casos com famosos e que quase acabou em morte, como o da apresentadora Ana Hickman.

Agora, numa vitrine de exposição online, quando os stories são facilmente acessados e inclusive postados para receber curtidas, o que diz a lei a respeito desta interferência na liberdade do outro? Aqui no Brasil – finalmente!!- um projeto de lei que criminaliza a prática da perseguição obsessiva aguarda somente a sanção presidencial. A punição inicial é de seis meses a dois anos de prisão, mais multa.

Em caso de agravamento a pena pode aumentar em 50%. Com isso, o brasileiro poderá se sentir menos ameaçado e bem mais protegido. Mas você tem que fazer a sua parte. Através de um fluxo de dados "vazados" por seus aparelhos móveis, por exemplo, os cibercriminosos podem determinar para que direção você está indo, quão rápido você está andando e quanto tempo seus passos são.

Dados vazados podem até dizer aos hackers se você anda ou pega o metrô para trabalhar ou onde você abaixa o telefone quando chega em casa. Tenha um antivírus e se proteja dos crimes digitais. Conheça os pacotes 2021 do Terra Antivírus e fique seguro.

 

McAfee Network Associates Inc. © Copyright 2020.  Todos os Direitos Reservados.
Publicidade
Publicidade