PUBLICIDADE

LinkedIn promoverá sextas-feiras mais curtas a funcionários

De acordo com a empresa, ação faz parte de iniciativa voltada para a saúde mental das equipes

15 jul 2021 12h49
ver comentários
Publicidade

O LinkedIn anunciou nesta semana uma nova ação a fim de "cuidar da saúde mental de seus funcionários". Nos meses de julho e agosto, todos os funcionários da rede social do Brasil e do mundo irão cumprir apenas metade do expediente às sextas-feiras. 

Segundo a empresa, esta é mais uma iniciativa do programa chamado LiftUp!, que foi desenhado para dar suporte às equipes neste período de trabalho remoto.

Ação faz parte de iniciativa voltada para a saúde mental das equipes.
Ação faz parte de iniciativa voltada para a saúde mental das equipes.
Foto: Robert Galbraith / Reuters

Entre as ações voltadas ao período de home office, também estão workshops voltados para o autocuidado e gerenciamento do dia a dia, dias sem reunião para que os colaboradores possam focar nas entregas, horários flexíveis e uma licença remunerada de um mês para ajudar no cuidado de filhos menores de 13 anos ou familiares idosos.

De acordo com o LinkedIn, alguns benefícios também foram repensados, com as sessões de terapia sendo disponibilizadas virtualmente com a possibilidade de membros da família também participarem. Antes da pandemia, os funcionários tinham direito a até 20 sessões por ano. 

O LinkedIn é hoje a maior rede social profissional do mundo e está  presente em mais de 200 países e conta com mais de 756 milhões de usuários, sendo deles cerca de 49 milhões de brasileiros. 

A missão da plataforma é ajudar a conectar profissionais a oportunidades de emprego e a transformar a forma com que as empresas contratam, divulgam suas marcas e vendem. Segundo o LinkedIn, a visão da companhia é “criar oportunidades econômicas para todos os usuários do mercado de trabalho”.

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade