PUBLICIDADE

Veja 5 dicas essenciais para quem vai comprar um novo HD

Seu computador está começando a “engasgar” com tanta informação? Reunimos 5 dicas bem básicas para você escolher seu novo HD.

15 ago 2018 12h16
ver comentários
Publicidade

Antigamente ele era chamado de “disco rígido” e até mesmo “disco duro” ou “winchester”. As denominações mudam, mas o HD continua sendo um item fundamental para qualquer equipamento. E como os softwares estão ficando cada vez mais exigente ― assim como nossas necessidades na internet ―, ter um bom HD é absolutamente essencial para sua boa experiência no mundo da tecnologia.

Com isso em mente, elaboramos cinco dicas para quem precisa comprar um novo HD:

Foto: VisualHunt.com / Reprodução

1. CONHEÇA SEU PERFIL DE USO
Muita gente pode gastar muito com um hardware da qual usará 40% ou pode economizar demais e ter em mãos algo que não satisfaça suas necessidades. Por isso, antes de qualquer coisa, você precisa saber para que vai usar o hardware.

Primeiro, precisamos considerar a capacidade de armazenamento. Para o consumidor de nível básico, que costuma utilizar o computador para navegar na internet, assistir filmes, ouvir músicas e acessar as redes, um HD de até 1TB é suficiente. Já quem usa o computador tanto para tarefas pessoais quanto profissionais (edição de vídeo, tratamento de imagem), incluindo softwares mais complexos e download de arquivos mais pesados, o recomendável são os HDs entre 2TB e 4TB.

Se o usuário estiver procurando por alto padrão de armazenamento, para usar em um computador desktop ou em um PC profissional, ele deve verificar a confiabilidade e a compatibilidade de uma unidade. Já os que buscam uma maior capacidade de armazenamento devem preferir HDs com mais de 5TB ― e isso inclui desde profissionais da área gráfica até gamers que gostam de jogar um League of Legend ou mesmo um Call of Duty.

2. DESEMPENHO E BACKUP
Além da capacidade de armazenamento, os usuários precisam observar o desempenho que melhor se adequar às suas necessidades. Por isso, é importante estar ciente das velocidades de transferência, cache e tempo de acesso.

Há softwares que facilitam o backup e os processos de atualização: por exemplo, o software da WD Acronis True Image pode clonar unidades e fazer backup de seu sistema operacional, aplicativos, configurações e todos os seus dados.

Por último, é importante considerar a tecnologia que o HD pode oferecer para ajudar a proteger seus dados, ou seja, posicionar o cabeçote de gravação na superfície do disco.

Foto: Westerm Digital / Divulgação

3. POR QUE ESCOLHER UM HDD?
Essa é uma tecnologia de armazenamento consolidada e extremamente confiável. A unidade de medida mais utilizada para contar a capacidade do HDD é o Gigabyte (GB), sendo que alguns modelos utilizam a unidade Terabyte (TB).

Uma das grandes vantagens do HDD frente a outras unidades de armazenamento é o custo-benefício: além de ser uma tecnologia segura, é uma opção com bons preços no mercado.

4. FIQUE DE OLHO NA INTERFACE
Os principais modelos disponíveis atualmente utilizam a interface SATA (Serial AT Attachment), que determina a velocidade máxima de transferência de dados. Os mais usados são o SATA-300 (taxa de transferência de 300MB por segundo) e o SATA-600 (600MB por segundo). Obviamente, um SATA-600 HD terá um desempenho melhor que o SATA-300.

5. CONSIDERE O CUSTO-BENEFÍCIO
Há preços diferentes para cada modelo, por isso é importante entender as próprias necessidades e prioridades para escolher o modelo eficiente que cabe no seu bolso. Hoje em dia, você encontra HDs de qualiadde a partir de R$ 200,00 com 500GB de capacidade.

[Agradecemos à Western Digital pela consultoria nas dicas]

Digital
Publicidade
Publicidade