0

Dicas vitais para sua segurança em celular, tablet e notebook

Com tantas ameaças virtuais, é possível garantir a segurança de celulares, notebooks e tablets? Confira algumas dicas essenciais.

11 fev 2019
10h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Virou um território minado. Apps falsos que instalam malwares via Whatsapp, roubo de dados e falhas de segurança em aparelhos transformaram a segurança da informação em uma enorme dor de cabeça. Nesse cenário, como certificar-se que notebooks, celulares e tablets estão seguros? Confira algumas dicas valiosas para proteger cada aparelho.

Foto: Ervins Strauhmanis / Foter.com / CC BY

CELULARES E TABLETS

Eles são nossos maiores “companheiros” tecnológicos, por isso, acabaram se tronando o alvo principal dos criminosos. Proteja sempre o aparelho com senhas, tanto de desbloqueio quando em aplicativos específicos. Muitos dos serviços e aplicativos possuem camadas adicionais de segurança, como o duplo fator de autenticação. Com sua ativação, é possível prevenir que contas sejam usadas em caso de roubo ou furto com o aparelho desbloqueado.

Por conta do tamanho das telas, é importante tomar cuidado ao utilizar estes dispositivos em público, uma vez que é possível que alguém veja o que está sendo feito. Por isso, a dica é deixar o brilho da tela baixo ou aplicar uma película protetora, dificultando quem está ao redor de ver a atividade sendo realizada.

Tanto o Android quanto o iOS permitem o bloqueio ou limpeza remota do dispositivo para restaurá-lo ao estado de fábrica. Além disso, é possível instalar uma solução de segurança que permita ver a localização do equipamento roubado ou tirar fotos do criminoso com a câmera.

Evite fazer o root ou jailbreaking do dispositivo, ou seja, utilizar as configurações de administrador de sistema, pois essa prática pode ser prejudicial à segurança de seu dispositivo. E tenha cuidado com malwares em lojas oficiais, muitos aplicativos falsos se passam por reais, aproveitando-se da confiança dos usuários nesse ambiente.

“O uso correto das medidas de proteção em um aparelho é o que define a segurança que ele terá”, alerta Camillo Di Jorge, country manager da ESET Brasil, empresa de detecção proativa de ameaças. “O que podemos garantir é que colocando as medidas de proteção em primeiro lugar, é possível aproveitar ao máximo todos os benefícios que cada dispositivo pode trazer.”

Foto: Sean Dreilinger / Foter.com / CC BY-NC-SA

NOTEBOOKS

Além de ter senhas fortes, a recomendação primordial é sempre possuir um duplo fator de autenticação. Trata-se simplesmente da adição de mais uma etapa para a confirmação da identidade ao tentar fazer o login ou executar alguma ação. Dessa forma, caso uma senha seja descoberta, quem tentar acessar uma conta pessoal encontrará mais uma camada de proteção.

O ideal seria manter o aparelho em ambientes seguros, com menos chances de roubo ou furto. Mas como isso nem sempre é possível, é aconselhável então não o conectar em redes wi-fi desconhecidas. Ao utilizar internet fora de casa, é interessante o uso de um serviço de VPN, que são redes que restringem o acesso a quem não está autorizado e previnem a interceptação das informações por cibercriminosos.

Existem outros cuidados que podem garantir a segurança nos três tipos de dispositivos, como sempre ficar atento para evitar furtos, ter sempre um antivírus confiável e atualizado, tomar cuidado com links e apps de fontes desconhecidas, atualizar o sistema operacional e os aplicativos, fazer backup, utilizar duplo fator de autenticação sempre que possível e ter senhas fortes, tanto nos documentos como no desbloqueio dos equipamentos. Caso seja necessário se conectar em redes públicas, o ideal é não acessar contas bancárias ou efetuar pagamentos online.

[Dicas gentilmente fornecidas pelos especialistas da ESET]

 

Digital
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade