0

Headset da Ferrari promete áudio realista em games de corrida

Só o design belíssimo já justificaria a existência desse headset, mas a Thrustmaster promete áudio fidelíssimo.

24 nov 2018
16h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Você coloca para rodar o jogo oficial da Fórmula 1, encaixa o headset da Ferrari e vai ouvir o montor roncar mais alto do que nunca. É mais ou menos essa a sensação que promete a Thrustmaster com seu primeiro headset com edição da Scuderia Ferrari.

Feito com a clássica cor Rosso Corsa, o novo T. Racing Scuderia Ferrari Edition é mais do que um simples headset para jogos. O design do headset, inspirado nos boxes da Scuderia Ferrari, é o resultado de um longo e penoso processo de desenvolvimento. A tiara de metal reforça sua aparência realista e garante longa vida útil ao headset, enquanto o estofamento de couro proporciona um belo acabamento estético.

Foto: Thrustmaster / Divulgação

A Thrustmaster garante que on headset tem avbsoluta excelência em fidelidade sonora. Os principais objetivos que a marca definiu ao projetar este headset foram capturar e transmitir as sensações da pista e do ambiente da corrida.

O equilíbrio acústico é possível graças à curva de resposta de frequência: é delicadamente equilibrada entre graves, médios e agudos. Além disso, a implementação de drivers de 50 mm/2” permite uma reprodução sonora clara e sem saturação, e o nível de pressão sonora (116dbSPL) impede a distorção (taxa de distorção de ≤1%).

Foto: Thrustmaster / Divulgação

O T. Racing Scuderia Ferrari Edition também possui um microfone unidirecional projetado para capturar apenas a sua voz. Isso garante uma comunicação eficaz com seus colegas de equipe. O microfone é removível e ajusta-se a todos os rostos.

As almofadas de espuma de memória e inserções de gel garantem um ajuste adequado para cada orelha e fornecem conforto inigualável para longas corridas que duram até o sol nascer.

O headset estará oficialmente disponível no Brasil a partir do dia 29 de novembro de 2018.

Veja também:

Como a Tesla fez de Musk a 2ª pessoa mais rica do mundo
Digital
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade