2 eventos ao vivo

Dicas para proteger seu wi-fi em rede pública ou doméstica

O perigo mora ao lado e é invisível: veja como o wi-fi pode ser um perigo e saiba como se proteger. Confira essas 6 dicas básicas.

7 nov 2018
08h40
atualizado às 08h41
  • separator
  • comentários

“Qual é a senha do wi-fi, por favor?” Seja numa cafeteria, em um restaurante, no aeroporto ou em qualquer outro lugar público, essa é uma das perguntas que certamente você vai fazer ou ouvir em algum momento. No entanto, se por um lado as redes abertas de wi-fi são um atrativo para os clientes, por outro são um prato cheio para cibercriminosos.

O fato é que uma rede que não requer autenticação para estabelecer uma conexão podem ser um pote de mel para malwares. E issoa contece não apenas em locais públicos, mas até mesmo no wi-fi de amigos, parentes ou vizinhos o perigo pode estar mais próximo do que você imagina.

Existem várias “famílias” de malwares que podem se espalhar por redes locais e, se um dispositivo infectado se conectar ao wi-fi, tentará contaminar tudo o que encontrar ao seu alcance. Embora pareça uma medida drástica, umas das maneiras de mitigar este tipo de infecção é configurar uma rede sem fio de visitantes, como as empresas costumam fazer. Todos os dispositivos da casa estão conectados ao mesmo ponto e se unem para formar a rede, mas a de convidados está em um nível diferente, fornecendo acesso à internet, mas separada da rede doméstica.

Foto: Bernard Hermant / Unsplash.com

"Não é possível saber se há algum malware instalado no celular dos visitantes, desta maneira, a rede ‘guest’ é a única forma de proteger sua conexão e informações pessoais de infecções externas via wi-fi”, explica Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab. “Esta conexão permite oferecer acesso à internet aos convidados por meio de um ambiente seguro e separado da rede principal. Mesmo que um programa malicioso use sua rede wi-fi, ele não conseguirá acessar seus equipamentos ou documentos pessoais.”

Para configurar uma rede de convidados, o usuário não precisa de outro cabo ou roteador, ou mesmo fazer uma solicitação para o provedor de internet. Hoje, os roteadores oferecem a opção de habilitar uma rede adicional para visitantes: basta inserir as configurações e ativá-la. Os detalhes estão no manual do usuário do dispositivo.

Para acessar o roteador, bastar inserir o endereço IP na barra de endereços do navegador. Na caixa de diálogo que será exibida, o usuário deve informar o login e senha de administrador. Caso nunca tenha modificado, poderá encontrar esta informação no manual do usuário.

Nas configurações do roteador, localize a opção “Autorizar Convidado” ou “Rede de Convidados”. Depois de selecionar esta ferramenta, o usuário deve adicionar o nome da rede que será exibida quando os convidados efetuarem a busca de redes disponíveis.

Foto: HelloI'mNik / Unsplash.com

Mesmo com uma rede criada para convidados, existem outras maneiras de proteger a rede domética. Veja abaixo seis dicas de segurança gentilmente fornecidas pela Kaspersky Lab:

  1. Evite a instalação automática. Alguns roteadores permitem efetuar a instalação com um único clique. Mas quando o usuário não conhece suas próprias credenciais, ele pode delegar a responsábilidade do domínio para cibercriminosos.
  2. Altere as credenciais de acesso do roteador. Os fabricantes de roteadores vendem seus equipamentos com um login e senha padrão. Qualquer pessoa tem acesso a esta informação ao realizar uma busca na internet. Para aumentar a segurança, recomenda-se modificar a senha e criar uma combinação forte. Para isso, vale utilizar um aplicativo para gerenciar as senhas, como o Kaspersky Password Manager.
  3. Certifique-se de que a página de login não esteja disponível na internet. Os roteadores modernos geralmente têm um recurso que permite que as configurações sejam alteradas remotamente, o que permite acesso por desconecidos. Na maioria dos casos, esta opção só expõe a rede doméstica e pode ser desativada.
  4. Proteja a rede com uma criptografia confiável e com uma senha de rede segura.
  5. Crie e proteja a rede de convidados.
  6. Proteja todos os dispositivos. Se o usuário usa um computador, tablet, smartphone, ou qualquer dispositivo conectado, deve protegê-lo com uma senha segura. Além disso, tenha uma solução de segurança robusta e mantenha seus programas atualizados.
Digital

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade