0

China tem surto em fábrica de processamento de frango

País vinha apontando repetidamente a importação de carne e peixe congelados como a fonte de casos de coronavírus no ano passado

22 jan 2021
08h34
atualizado às 08h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A China relatou seu primeiro surto de casos de coronavírus entre trabalhadores em uma unidade de processamento de carne, aumentando o temor entre os consumidores locais que até então se preocupavam principalmente com a segurança dos alimentos importados.

Frangos em fazenda do Vietnã
24/04/2018
REUTERS/Kham
Frangos em fazenda do Vietnã 24/04/2018 REUTERS/Kham
Foto: Reuters

Dez casos confirmados foram encontrados em uma fábrica que abate 50 milhões de frangos por ano na cidade de Harbin, no nordeste do país, e é propriedade do conglomerado tailandês Charoen Pokphand, um dos maiores produtores mundiais de aves.

Outros 28 trabalhadores da planta e três parentes estavam assintomáticos, disseram autoridades em uma coletiva de imprensa na quinta-feira.

A China vinha apontando repetidamente a importação de carne e peixe congelados como a fonte de casos de coronavírus no ano passado, e o país não tinha relatado ainda surtos significativos em seu próprio setor de processamento de alimentos.

Frigoríficos dos Estados Unidos, Brasil e Europa foram alguns dos grupos mais atingidos pela Covid-19 em 2020, com milhares de frigoríficos infectados.

O surto na planta chinesa foi detectado como parte da triagem de rotina de pessoas na região, devido a um aumento de casos de coronavírus nas últimas semanas no país.

Amostras retiradas de dentro da unidade de abate, de sua área de armazenamento refrigerado e de fora de embalagens do produto durante as inspeções no início desta semana também tiveram resultado positivo para o vírus, disseram autoridades da cidade.

A fábrica não foi encontrada para comentar o assunto. Funcionários da sede da empresa em Bangcoc não fizeram comentários imediatos.

A notícia do surto foi tendência na plataforma chinesa Weibo, semelhante ao Twitter, com alguns usuários aconselhando outros a não comerem seus produtos.

Funcionários procurados por telefone em três supermercados na cidade de Harbin disseram que o frango da empresa foi retirado das prateleiras.

Apesar das preocupações, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que as pessoas não devem temer alimentos ou embalagens de alimentos durante a pandemia.

Veja também:

'Na pandemia, o governo federal errou muito', diz Kassab
Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade