PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

PM é suspeito de estuprar adolescente durante abordagem em SP

A abordagem teria ocorrido em um local ermo, por volta das 7h de domingo, em Várzea Paulista

24 abr 2024 - 17h16
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Uma adolescente de 15 anos denunciou um policial militar por estupro durante uma abordagem em Várzea Paulista, São Paulo. A SSP está investigando e solicitou exames periciais.
A denúncia foi feita na Delegacia de Várzea Paulista
A denúncia foi feita na Delegacia de Várzea Paulista
Foto: Reprodução/Google Street View

A família de uma adolescente de 15 anos denunciou um policial militar por estupro durante uma abordagem, em Várzea Paulista, interior de São Paulo, no último domingo, 21. Detalhes da denúncia foram obtidos pelo Uol, e o Terra confirmou com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) que há uma investigação em andamento.

Segundo a SSP, o caso é investigado por meio de um Inquérito Policial Militar (IPM) e pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Várzea Paulista. O policial envolvido já foi ouvido e está afastado das atividades até que se esclareça o ocorrido. A vítima também já prestou depoimento.

A pasta disse ainda ter solicitado exames periciais, que estão em processo de elaboração e serão analisados assim que concluídos. Maiores detalhes foram preservados por se tratar de crime sexual e envolver menor de idade.

De acordo com o portal, a mãe da menina foi quem fez a denúncia na delegacia de Várzea Paulista. Ela contou que um tio da adolescente esteve no local onde teria ocorrido o crime e encontrado a calcinha da jovem. A peça íntima foi apreendida e levada para a perícia.

Uma equipe da Polícia Científica esteve no local onde teria acontecido a abordagem policial. Lá, encontraram um preservativo, duas embalagens de preservativos e uma caneta de cor preta. Segundo os investigadores, dois soldados realizaram a abordagem, que aconteceu em um local ermo, por volta das 7h, na Vila Real.

A mãe da adolescente foi orientada pela Polícia Civil a levá-la para o Hospital Universitário de Jundiaí, onde a garota recebeu atendimento médico e psicológico.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade