PUBLICIDADE

Pepita manda recado para Valadão e alerta: "Aqui é terra de travesti"

Cantora foi uma das atrações da 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo deste domingo, 11

11 jun 2023 - 14h48
(atualizado às 20h42)
Compartilhar
Exibir comentários
Pepita na 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo
Pepita na 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo
Foto: Felipe Iruatã/Terra

A cantora Priscila Nogueira, conhecida como Pepita, usou o seu show na 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, neste domingo, 11, para se manifestar contra a publicação homofóbica do pastor André Valadão

Pepita mandou um recado curto e direto: "Eu quero falar com o pastor Valadão, quero que ele vá tomar no olho do...", começou a cantora.  

"O orgulho é meu, do jeito que eu quiser e da forma que eu quiser", complementou, na sequência. 

Homofobia de André Valadão

O pastor André Valadão fez uma publicação homofóbica em seu Instagram, no último dia 4, na qual diz que "Deus abomina o orgulho", em uma referência ao movimento LGBTQIA+. No post, a palavra "orgulho" estava colorida com as cores do arco-íris, símbolo dessa comunidade. 

A publicação divulgava um culto da igreja do qual faz parte em Orlando, nos Estados Unidos. O ódio de Valadão se voltou para o mês de junho, dedicado a reivindicar direitos e respeito à diversidade sexual e de gênero.

"Quem peca tem a tendência de se esconder e não 'sair do armário', porque o pecado gera falta de paz e medo das consequências", afirmou Valadão no altar. Para ele, é um ultraje ter orgulho de ser da comunidade LGBTQIA+.

Veja:

Pepita dá outro recado

Depois, ainda em cima do trio, Pepida deixou outro recado para o público: "Aqui é terra de travesti, se eu ver algum vacilão roubando aqui, a porrada vai comer".

A 27ª Parada do Orgulho LGBT deve levar ao menos 2 milhões de pessoas para a Avenida Paulista, região central de São Paulo, neste domingo, 11, segundo estimativa da Polícia Militar. Para assegurar a segurança dos participantes, a PM prometeu disponibilizar um reforço no número de agentes que atuarão no local, onde 19 trios elétricos passarão. 

Cerca de 2.000 policiais e 250 viaturas vão atuar na região. O esquema de segurança começa antes do início do evento principal, às 10h. Com o término da Parada previsto para as 18h, na Praça Roosevelt, a PM acompanhará a dispersão dos particpantes até o encerramento da festa, previsto para 22h.

A segurança do evento também contará com o apoio do efetivo da Guarda Civil Metropolitana (GCM), que atuará na região central de São Paulo por meio de patrulhamento motorizado e a pé.

Terra na Parada

Pelo segundo ano consecutivo, o Terra é media & business partner oficial do maior evento popular a céu aberto do mundo, a 27ª Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo, reforçando o nosso compromisso com a diversidade, potencializando as vozes e as lutas pela causa.

  • Patrocínio Máster: Smirnoff
  • Patrocínio: Vivo
  • Apoio: Pantene, Amstel, Jean Paul Gaultier, L'Oréal, Mercado Livre, Accor
Pepita: "Estou aqui para educar um homem que entenda que é filho de uma travesti":
Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade