PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Pepita aborda militância, maternidade e carreira em show no Festival do Orgulho

A cantora fez o show mais animado da noite, em um ritmo voraz

4 jun 2023 - 07h47
(atualizado às 09h17)
Compartilhar
Exibir comentários

Com uma roupa estampando manchetes de várias notícias sobre a violência contra a população trans e travesti, Pepita fez o show mais político e irreverente da noite de sábado, 3, no Festival do Orgulho 2023.

A cantora não deu um minuto de pausa entre os hits, fazendo o show ficar quente a todo momento, inclusive nas pausas, onde os dançarinos assumiam o palco. A cantora cantou muitos funks do Furacão 2000.

Pepita usou uma roupa com várias notícias de violência contra pessoas trans
Pepita usou uma roupa com várias notícias de violência contra pessoas trans
Foto: Carol Caminha/Terra

No meio da apresentação, Pepita rebateu comentários contrários a sua maternidade. "Sou mãe e acabou. Quero respeito pelo meu filho", afirmou, recebendo longo aplausos do público. 

Na sequência, a dupla Irmãs de Pau surgiu no palco, anunciando uma paceria com Pepita para um novo remix. A cantora lançou na sexta-feira, 2, junto com Felipe Mar e Mousik, a música POC, em comemoração ao Mês do Orgulho LGBTQI+.

Pepita trouxe show político e cheio de militância
Pepita trouxe show político e cheio de militância
Foto: Carol Caminha/Terra

Em conversa recente com o Terra, Pepita abriu o jogo sobre a maternidade. Ela é mãe de Luca, adotado em 2022. Veja abaixo:

Pepita: "Estou aqui para educar um homem que entenda que é filho de uma travesti":

Na primeira noite do Festival do Orgulho se apresentaram Getulio Abelha, Urias, Danny Bond, Rebecca e Pabllo Vittar. O segundo dia contou com shows de Thiago Pantaleão, Mateus Carrilho, Mac Julia, Lia Clark e Lexa.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade