PUBLICIDADE

Foamstars dá aula de como não produzir jogos como serviço

Novo jogo da Square Enix está disponível para assinantes da PlayStation Plus Essencial,

15 fev 2024 - 16h52
(atualizado às 16h52)
Compartilhar
Exibir comentários
Novo jogo da Square Enix está disponível na PlayStation Plus Essencial
Novo jogo da Square Enix está disponível na PlayStation Plus Essencial
Foto: Square Enix / Divulgação

Em 2023, durante o PlayStation Showcase, a Square Enix saiu das sombras para revelar um projeto até então misterioso: Foamstars. Um jogo competitivo em que dois times de quatro jogadores utilizam espuma para preencher a arena e eliminar combatentes.

A proposta não é exatamente inédita, mas vamos deixar quaisquer comparações para mais tarde. Lançado recentemente para PlayStation 5 – e disponível para membros da PlayStation Plus –, Foamstars oferece uma experiência deprimente, que escancara um lado um tanto obscuro da indústria.

Igual, mas diferente

Apesar da insistência da Square Enix em dizer que Foamstars não é igual Splatoon, precisamos ser honestos. Mesmo que o jogo tenha uma identidade visual própria e objetivos totalmente diferentes do exclusivo da Nintendo, ambos funcionam de maneira similar, sendo quase impossível não traçar paralelos.

Foamstars gira em torno de um reality show, onde os participantes utilizam armas de espuma para eliminar seus adversários. Enquanto usam as armas, o chão é tomado por espumas coloridas, que podem ser utilizadas para recarregar munição, viajar pelo mapa em alta velocidade ou escapar de inimigos.

Atualmente, o jogo tem oito personagens jogáveis, cada um equipado com habilidades distintas. Apesar disso, falha em cativar: na verdade, as partidas são desinteressantes, chatas e parecem durar uma eternidade. Também há uma lacuna de modos interessantes no jogo – mas acredito que seja parte do plano, afinal, é preciso entregar conteúdos inéditos nas próximas temporadas.

Mais um jogo como serviço

Foamstars é mais um jogo como serviço. Ou seja, foi desenvolvido para gerar lucros constantes para a empresa através da venda de itens virtuais, como trajes para os personagens ou passes de batalhas. Normalmente, não há nada de errado neste sistema, mas a forma como isso é feito em Foamstars incomoda.

Apesar de ser possível aproveitar o jogo sem necessariamente gastar um real, é inegável que há uma força predatória na monetização. Na loja de cosméticos, é possível encontrar pacotes de trajes que custam 40 dólares, cerca de 200 reais na cotação atual. Além disso, é importante lembrar que o jogo ainda não possui um passe de batalha, que será adicionado na próxima grande atualização.

É irônico que um jogo com pouco conteúdo tenha tanto foco em monetizar com trajes e pacotes virtuais. Não há nenhum tipo de incentivo para comprar itens, e sinto que o tempo e dinheiro gasto pelo estúdio deveriam ter sido revertidos na criação de um jogo mais cativante.

Conclusão

Foamstars – Nota: 3
Foamstars – Nota: 3
Foto: Reprodução / Game On

É difícil recomendar Foamstars para alguém. Apesar de ter uma identidade visual diferente e um combate funcional, o jogo não oferece muito para seus jogadores – para não dizer que não oferece nada.

A Square Enix tem razão, Foamstars não é Splatoon. Afinal, é muito difícil imaginar o título da Nintendo entregando uma experiência tão rasa e focada na venda de cosméticos por valores absurdos. De qualquer forma, o jogo está disponível para assinantes da PlayStation Plus, então nada impede que cada um tire suas próprias conclusões.

Foamstars está disponível exclusivamente para o PlayStation 4 e PlayStation 5.

Quer conhecer outros jogadores, saber das últimas novidades dos games e ter acesso a brindes e campeonatos? Participe do nosso Discord!

Fonte: Game On
Compartilhar
Publicidade
Publicidade