PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Seleção brasileira faz primeiro treino em Seul sem finalistas da Liga dos Campeões

Com jogadores de Liverpool e Real Madrid ausentes, grupo de Tite faz atividades pela manhã buscando adaptação ao fuso horário; estreante Danilo classifica como 'ótimo' primeiro dia com o Brasil

27 mai 2022 10h42
| atualizado às 10h42
ver comentários
Publicidade

Um dia após desembarcar em Seul, na Coreia do Sul, a seleção brasileira realizou nesta sexta-feira o primeiro treino visando o amistoso contra os donos da casa, que acontece no dia 2 de junho, em preparação para a Copa do Mundo do Catar. Ainda com o grupo incompleto, as atividades aconteceram no Estádio Goyang e marcaram a estreia de Danilo, do Palmeiras, entre os escolhidos de Tite.

Seis convocados que estarão presentes na final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid, neste sábado, devem se apresentar à seleção somente na próxima semana. São eles: Alisson, Fabinho, Casemiro, Éder Militão, Rodrygo e Vinicius Junior.

Diferentemente de outras ocasiões, o grupo brasileiro realizou a primeira sessão de treinamentos no período da manhã em vez de ir a campo pela tarde. A mudança tem a ver com o a adaptação do fuso horário da Coreia, doze horas à frente no relógio do Brasil e cerca de sete horas adiantado ao horário da Europa, onde a maioria atua.

Debaixo de muito sol, os jogadores, ainda desgastados da viagem, fizeram trabalhos de toque de bola, seguido de uma disputa em campo reduzido. Para Danilo, a estreia como jogador da seleção foi "ótimo". Ele também falou sobre a possibilidade de ir ao Mundial, com a primeira convocação acontecendo a poucos meses da Copa.

"Trabalhei bem no Palmeiras e agora preciso trabalhar bem nos treinos aqui para ajudar o grupo", disse o jovem atleta, revelando ainda que a camisa do jogo com a Coreia vai ficar de presente para a mãe.

O volante palmeirense admitiu estar ansioso para conhecer Casemiro e Fabinho, os "melhores da posição", segundo ele, e com quem disputa uma vaga entre os homens de Tite. O jogador falou ainda sobre o assédio do mercado europeu, ressaltando o foco no Palmeiras.

"Meus empresários sabem muito bem que eu já deixei claro para eles não me falarem nada que ainda não estivesse certo. Então eu deixo isso para eles e para a 'tia' Leila", brinca.

Além da Coreia do Sul, o Brasil enfrenta o Japão no dia 6 de junho. Antes do Mundial, a seleção ainda tem confronto marcado com a Argentina, em 22 de setembro, pelo jogo interrompido entre as seleções pelas Eliminatórias.

Estadão
Publicidade
Publicidade