PUBLICIDADE

EUA são tetra no basquete; França é ouro no vôlei e handebol

Na disputa por equipes, elas usaram maiôs pretos simbolizando o luto pelos conflitos vividos na terra natal, Dream Team levou ouro novamente

7 ago 2021 12h22
| atualizado às 12h53
ver comentários
Publicidade

No penúltimo dia dos Jogos Olímpicos de Tóquio, as ginastas do Azerbaijão, na disputa por equipes, usaram maiôs pretos simbolizando o luto pelos conflitos vividos na terra natal. Já Os Estados Unidos se sagraram tetracampeões olímpicos do basquete ao ganhar da França por 87 a 82.

Atletas usam preto pelo conflito no Azerbaijão

O Azerbaijão vive uma crise no país e ginastas não estão alheias a isso durante os Jogos Olímpicos de Tóquio. Já que na disputa por equipes neste sábado, elas usaram maiôs pretos simbolizando o luto pelos conflitos vividos na terra natal. Algo bem incomum, pois na ginástica rítmica costuma-se ver muitas cores nos uniformes.

Zohra Aghamirova, do Azerbaijão, usa roupa preta neste sábado nos Jogos Olímpicos de Tóquio Lindsey Wasson/Reuters
Zohra Aghamirova, do Azerbaijão, usa roupa preta neste sábado nos Jogos Olímpicos de Tóquio Lindsey Wasson/Reuters
Foto: Lindsey Wasson / Reuters

EUA vencem França e conquistam o tetra no basquete masculino

Os Estados Unidos se sagraram tetracampeões olímpicos do basquete em Tóquio. Em final disputada contra a França, encerrada na madrugada deste sábado (pelo horário de Brasília), o time comandado por Gregg Popovich venceu a equipe europeia por 87 a 82 e garantiram a conquista do quarto ouro consecutivo da equipe masculina do país na modalidade. A França se vingou da Sérvia e leva bronze no basquete feminino.

Foto: Kyle Terada/USA TODAY Sports / Reuters

França se vinga e é ouro no handebol

A França venceu a Dinamarca por 25 a 23 e faturou o ouro do handebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A decisão foi uma reedição da final de 2016, mas na ocasião os dinamarqueses levaram a melhor. Em 2012, a França também foi campeã, mas em cima da Suécia.

Franceses vencem a Dinamarca por 25 a 23 e ficam com o ouro do handebol masculino (Foto: Fabrice COFFRINI / AFP)
Franceses vencem a Dinamarca por 25 a 23 e ficam com o ouro do handebol masculino (Foto: Fabrice COFFRINI / AFP)
Foto: LANCE!

França é ouro no vôlei pela 1ª vez

O ouro no vôlei masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio é da França. O futuro time do técnico Bernardinho, que jogará a próxima Olimpíada em casa, derrotou o Comitê Olímpico Russo na final por 3 sets a 2, com parciais de 25/23, 25/17, 21/25, 21/25 e 15/12. O grande destaque foi o atacante Ngapeth. 

Foto: Carlos Garcia Rawlins / Reuters

Vôlei de praia: dupla da Noruega conquista o ouro em Tóquio

O lugar mais alto no pódio no vôlei de praia masculino, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, é da dupla norueguesa Mol/Sorum. Nesta sexta-feira, vitória na final sobre os russos Krasilnikov/Stoyanovskiy por 2 sets a 0, parciais de 21/17 e 21/18, confirmando o favoritismo.

Viacheslav Krasilnikov e Oleg Stoyanovskiy mostram medalha de ouro conquistada neste sábado John Sibley/Reuters
Viacheslav Krasilnikov e Oleg Stoyanovskiy mostram medalha de ouro conquistada neste sábado John Sibley/Reuters
Foto: John Sibley / Reuters

Maratona tem dobradinha de quenianas; americana leva bronze

O Quênia conquistou a dobradinha no pódio da maratona feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Peres Jepchirchir, de 27 anos, conquistou nesta noite de sexta-feira (pelo horário de Brasília) a medalha de ouro na maratona feminina. Ela completou a prova de 42,195km em 2h27min20s. Completaram o pódio a também queniana Brigid Kosgei, com a prata ao chegar 16 segundos depois da campeã, e a  norte-americana Molly Seidel, que levou o bronze com um tempo 26 segundos mais lento do que a da líder.

Peres Jepchirchir, do Quênia, venceu a maratona neste sábado Feline Lim/Reuters
Peres Jepchirchir, do Quênia, venceu a maratona neste sábado Feline Lim/Reuters
Foto: Feline Lim / Reuters

Dobradinha da China nos saltos ornamentais

Nos saltos ornamentais, O pódio contou com dobradinha da China, uma das principais potências da categoria. Cao Yuan faturou o ouro, com 582.35, e Yang Jian ficou com a prata, com 580.4. O bronze, com 548.25 pontos, foi para o britânico Tom Daley, que fez sucesso ao ser flagrado tricotando nas arquibancadas de Tóquio.

Cao Yuan e Yang Jian celebram medalhas de ouro e prata segurando a bandeira da China Stefan Wermuth/Reuters
Cao Yuan e Yang Jian celebram medalhas de ouro e prata segurando a bandeira da China Stefan Wermuth/Reuters
Foto: Stefan Wermuth / Reuters

Ginástica rítmica

Na ginástica rítmica, com uma expressiva pontuação de 91,800, a Bulgária liderou a classificação, seguido do Comitê Olímpico Russo, com 89,050 e Itália, que marcou 87,150.

Grã-Bretanha é ouro no madison masculino

Mais uma vez a Grã-Bretanha sobe ao pódio nas olimpíadas de Tóquio, desta vez foi no madison masculino quando a dupla Ethan Hayter e Matt Walls foi prata na manhã deste sábado.

Suécia é ouro no salto por equipes

Na final do salto por equipes, neste sábado, nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o ouro foi para a Suécia, que bateu os Estados Unidos no desempate, enquanto a Bélgica completou o pódio, com 12 pontos.

Equipe de salto por equipe da Suécia foi campeã neste sábado Alkis Konstantinidis Reuters
Equipe de salto por equipe da Suécia foi campeã neste sábado Alkis Konstantinidis Reuters
Foto: Alkis Konstantinidis / Reuters

Ouro e recorde nos 1.500m masculino

Jakob Ingebrigsten venceu a prova dos 1.500m masculino com direito a recorde olímpico. O norueguês terminou a prova em 3min28s32 e impôs uma nova marca a ser quebrada. O queniano Cheruiyot (3min29s01) e o britânico Josh Kerr (3min29s05) completaram o pódio.

Sifan Hassan supera recordista mundial e é ouro nos 10.000m

Sifan Hassan continua escrevendo o seu nome na história dos Jogos Olímpicos. A holandesa venceu a final dos 10.000m feminino, na manhã deste sábado, e conquistou a medalha de ouro. Kalkidan Gezahegne, do Bahrein, ficou com a prata, e Letesenbet Gidey, da Etiópia, completou o pódio.

Sifan Hassan mostra a medalha de ouro conquistada neste sábado nos Jogos Olímpicos de Tóquio Andrew Boyers Reuters
Sifan Hassan mostra a medalha de ouro conquistada neste sábado nos Jogos Olímpicos de Tóquio Andrew Boyers Reuters
Foto: Andrew Boyers / Reuters

Covid

Há dois dias do encerramento dos Jogos Olímpicos de Tóquio, o Comitê Olímpico Internacional confirmou mais 22 casos de covid-19 em pessoas relacionadas ao evento. Desta vez, nenhum dos infectados é atleta. Com o novo boletim divulgado pelo COI, o número total de casos durante a Olimpíada é de 409.

 

Fonte: Equipe portal
Publicidade
Publicidade