0
Logo do Liga dos Campeões
Foto: Terra

Liga dos Campeões

Com três de Messi, Barcelona goleia Celta, retoma ponta do Espanhol e afasta má fase

Craque argentino anota dois gols de falta na vitória da equipe catalã sobre o time de Vigo

9 nov 2019
20h04
atualizado às 20h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de ter amargado um decepcionante empate por 0 a 0 com o Slavia Praga no meio da semana, em casa, pela Liga dos Campeões, o Barcelona se redimiu neste sábado diante dos seus torcedores com uma goleada por 4 a 1 sobre o Celta, no Camp Nou, onde reassumiu a liderança do Campeonato Espanhol, com 25 pontos. Lionel Messi, com três gols, foi o grande nome do confronto válido pela 13.ª rodada da competição.

O triunfo foi importante também porque, poucas horas mais cedo, o vice-líder Real Madrid atropelara o Eibar por 4 a 0, fora de casa, passando a contabilizar os mesmos 25 pontos do seu arquirrival, que lidera o torneio por ter melhor saldo de gols (18 a 16).

Da mesma forma que assegurou a liderança do campeonato, a vitória sobre o time de Vigo serviu para aliviar a pressão sobre o técnico Enersto Valverde, que na rodada passada do Espanhol ficou em situação delicada ao ter a sua equipe derrotada por 3 a 1 pelo Levante.

O Celta, por sua vez, estacionou nos nove pontos e encabeça a zona de rebaixamento, em 18.º lugar. E a equipe sofreu a goleada para o Barça no confronto que marcou a estreia do técnico Oscar García Junyent, contratado como substituto do demitido Fran Escriba.

No duelo deste sábado, Messi marcou os seus três gols em jogadas de bola parada. O primeiro ocorreu aos 23 minutos do primeiro tempo, por meio de uma cobrança de pênalti, assinalado após o toque de mão de um defensor do Celta dentro da grande área.

A equipe de Vigo assustou os torcedores do Barça ao empatar o duelo aos 42 minutos, com Lucas Olaza balançando as redes. Porém, ainda nos acréscimos da etapa inicial, aos 46, Messi voltou a marcar, agora em uma cobrança de falta, que havia sido sofrida pelo brasileiro Arthur.

No segundo tempo, já aos três minutos, Messi exibiu mais uma vez a sua qualidade em uma batida de falta para abrir 3 a 1 para os donos da casa. E o quarto gol do Barça ocorreu no fim, aos 40, com Busquets, que havia substituído o português Nelson Semedo, sacado por Valverde após sofrer uma lesão muscular na perna esquerda. O volante espanhol aproveitou um passe do francês Dembélé para definir o placar final do jogo.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade