PUBLICIDADE

Estratégia e caça a Hamilton: como Pérez marcou 2º pódio seguido pela 1ª vez na F1

Sergio Pérez comemorou pela primeira vez um segundo pódio consecutivo na Fórmula 1. E, por muito pouco, o mexicano não completou dobradinha para a Red Bull

21 jun 2021 12h26
ver comentários
Publicidade
Sergio Pérez alcançou marca inédita na carreira com pódio no GP da França
Sergio Pérez alcançou marca inédita na carreira com pódio no GP da França
Foto: Red Bull Pool Content/ Getty Images / Grande Prêmio

Embalado pela vitória no GP do Azerbaijão de 15 dias atrás, Sergio Pérez garantiu outro grande resultado neste ainda início de ciclo com a Red Bull. No GP da França, o mexicano largou da quarta posição, superou Valtteri Bottas e se aproximou de Lewis Hamilton nas voltas finais da corrida para cruzar a linha de chegada em terceiro no último domingo (20) em Paul Ricard. Uma conquista que coroou uma estratégia bem-sucedida para a equipe taurina.

Pérez foi um elemento importante da Red Bull no fim de semana. Primeiro, o latino-americano conseguiu uma grande evolução em ritmo de classificação e se posicionou em lugar esperado pela equipe ao se colocar entre os ponteiros, na quarta colocação do grid de largada na França. Desta forma, foi possível jogar com a estratégia para buscar algo além. A Red Bull esticou seu stint e só o chamou para o pit-stop na volta 24, com a troca dos pneus médios pelos duros, enquanto a parada de Valtteri Bottas aconteceu na volta 17 e a de Hamilton, na 19.

Mesmo com a estratégia de uma parada, ter voltas a mais com pneus mais inteiros foi determinante para Pérez lutar na pista e não apenas fazer a ultrapassagem sobre Bottas, mas também ameaçar Hamilton pelo segundo lugar. O piloto nascido em Guadalajara cruzou a linha de chegada em terceiro, 7s atrás do heptacampeão.

Sergio Pérez alcançou marca inédita na carreira com pódio no GP da França
Sergio Pérez alcançou marca inédita na carreira com pódio no GP da França
Foto: Red Bull Pool Content/ Getty Images / Grande Prêmio

Além de ter somado valiosos pontos para a Red Bull, Pérez atingiu uma marca pessoal inédita na França: Sergio subiu ao pódio de maneira consecutiva pela primeira vez na carreira. Só restou a 'Checo' comemorar.

"Sim, creio que tivemos uma boa corrida. Acho que, como o Max disse, encontramos as condições de pista hoje muito diferentes do que esperávamos, especialmente no começo da corrida, com falta de aderência. Obviamente, correr com menos downforce no carro, na comparação com a Mercedes, tornou nosso primeiro stint mais complicado", disse.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

"Creio que nas primeiras cinco e nas últimas cinco voltas do primeiro stint, se elas fossem eliminadas, eu teria tido uma corrida muito melhor. Tivemos uma boa estratégia. Fomos para um stint longo, muito longo, que realmente valeu a pena", comentou.

Depois de passar Bottas nas voltas finais, Pérez demonstrou confiança no ritmo da Red Bull e afirmou que caso a corrida tivesse mais algumas voltas, teria plenas condições de superar Lewis Hamilton, o que seria a primeira dobradinha da Red Bull na temporada.

"Acredito, sim, que faltou pouco, algumas voltas para pegar Lewis também. Mas, no geral, creio que foi um ótimo resultado para a equipe e estamos mostrando progresso. Tenho de continuar trabalhando nisso para manter a consistência e atingir outro patamar em breve", concluiu Pérez.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade