5 eventos ao vivo

Pietro Fittipaldi acerta com Dale Coyne e assume carro de Grosjean nos ovais da Indy

De acordo com o DIÁRIO MOTORSPORT, do jornalista Américo Teixeira Jr., parceiro do GRANDE PRÊMIO, Pietro Fittipaldi vai acumular o papel de piloto reserva e de testes da Haas na Fórmula 1 com a participação parcial na temporada da Indy

26 fev 2021
06h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Pietro Fittipaldi gostou da experiência desta sexta-feira.
Pietro Fittipaldi gostou da experiência desta sexta-feira.
Foto: Haas / Grande Prêmio

Pietro Fittipaldi vai correr com a Dale Coyne na temporada 2021 da Indy. O brasileiro vai assumir o carro de Romain Grosjean nas corridas nos ovais. A informação é do DIÁRIO MOTORSPORT, do jornalista Américo Teixeira Jr., parceiro do GRANDE PRÊMIO.

O calendário da Indy com quatro etapas em ovais neste ano: duas no Texas, Indy 500 e Gateway. O DIÁRIO MOTORSPORT não conseguiu verificar quantas corridas constam no acordo entre Fittipaldi e a Dale Coyne, mas nenhuma dessas corridas coincidem com a Fórmula 1.

Pietro Fittipaldi tem 24 anos
Pietro Fittipaldi tem 24 anos
Foto: Xavi Bonilla / Grande Prêmio

A notícia do acerto com a Dale Coyne chega pouco depois de Pietro ser confirmado como piloto reserva e de testes da Haas pelo terceiro ano seguido. Na temporada passada, o neto de Emerson disputou os GPs de Sakhir e Abu Dhabi justamente no lugar de Grosjean, que se recuperava de um forte acidente no GP do Bahrein.

No início do mês, a Dale Coyne confirmou Grosjean no carro #51 apenas nos circuitos mistos e de rua. Nesta semana, aliás, Romain fez o primeiro teste com o carro da categoria norte-americana em Barber.

Com medo de Grosjean "andar e se matar", Haas desistiu de patrocínio na Indy

Tão logo demitiu Romain Grosjean na Fórmula 1, a Haas chegou a um acordo verbal de patrocinar e apoiar a busca do francês por uma vaga na Indy. Só que Gene Haas voltou atrás, e por um motivo inesperado: o dono da escuderia, impactado pelo acidente tenebroso no GP do Bahrein de 2020, sentiu que estaria dando dinheiro para Romain "andar e se matar".

Na opinião de Gene, Grosjean deveria "tomar conta da família" e dar um tempo no automobilismo. Afinal, tinha sofrido queimaduras graves nas mãos e escapado da morte por um triz. Romain pensou diferente, tanto que já foi confirmado na Indy como piloto da Dale Coyne para 2021.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:

Veja também:

Live do GP do Bahrein: como Hamilton superou Verstappen
Grande Prêmio
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade