PUBLICIDADE

Taesa (TAEE11): ações caem pela 9ª semana seguida; o que está acontecendo?

2 mar 2024 - 15h28
Compartilhar
Exibir comentários

As units da Taesa (TAEE11) encerraram a sessão de ontem (1º) em queda de 1,13%, a R$ 35,00. Na semana, o desempenho acumulado das ações foi negativo em 0,57%.

As ações da Taesa continuaram em uma tendência negativa desde dezembro de 2023. Após o encerramento da sessão de ontem, as ações da empresa do setor elétrico caem pela 9ª semana seguida na Bolsa de Valores.

O desempenho acumulado das ações TAEE11 no mês de fevereiro foi negativo em 4,04%, dando continuidade à queda de 2,20% registrada em janeiro de 2024. Considerando a cotação da companhia na Bolsa ao final do ano passado, que foi de R$ 37,72, a performance acumulada em 2024 é de -7,21% até o momento.

As ações TAEE3, que correspondem aos papéis ordinários da Taesa, caíram 1,03% ontem (1º) e 0,69% na semana. Já as ações preferenciais, identificadas na Bolsa com o ticker TAEE4, tiveram perdas de 0,93% na sessão e de 0,76% no cenário semanal.

Mas afinal, quais foram os temas que marcaram a semana para os acionistas da Taesa? Veja a seguir.

O que está acontecendo com a Taesa?

Recentemente, o Bradesco BBI divulgou um novo relatório de análise, destacando que caso a Taesa busque permanecer em processo de expansão, pode deixar o pagamento de dividendos mais "robustos" em segundo plano.

Os especialistas do banco destacam que a Taesa está envolvida no desenvolvimento de quatro projetos, comprometendo um montante de aproximadamente R$ 1 bilhão em investimentos até o ano de 2024. Para 2025, a estimativa é de um investimento total de R$ 1,5 bilhão, conforme projeções realizadas pelo BBI.

Diante do possível aumento de sua alavancagem, que poderia alcançar o "topo" de 4,2 vezes no próximo ano, os investidores podem ter uma fatia menor para receber em dividendos.

O Bradesco BBI passou a recomendar a venda das ações da Taesa. O preço-alvo do papel, que antes era de R$ 37,00, agora é de R$ 34,00, cerca de 8,1% menor.

Na visão dos analistas, uma parcela relevante dos investidores da elétrica optam por deter suas ações, justamente pelo patamar de distribuição de dividendos da Taesa em tempos passados. Nesse sentido, uma eventual diminuição na remuneração poderia afetar a base de acionistas da empresa.

Taesa divulga resultados na próxima semana

No radar dos investidores está o novo balanço da Taesa, que deve ser divulgado no dia 6 de março de 2024, tendo como referência os resultados do quarto trimestre de 2023 (4T23).

No terceiro trimestre do ano passado (3T23), a Taesa divulgou um lucro líquido consolidado, pelo IFRS, de R$ 278,9 milhões, com queda de 7,8% sobre o 3T22.

No acumulado dos nove primeiros meses de 2023, o lucro da Taesa alcançou a marca de R$ 886,1 milhões, com baixa anual de 37,9%.

Suno
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade