12 eventos ao vivo

Petróleo fecha em leve queda com Irã e furacão Michael no radar

8 out 2018
16h44
  • separator
  • 0
  • comentários

Os contratos futuros de petróleo encerraram os negócios desta segunda-feira, 8 em leve baixa, em meio a relatos de que os Estados Unidos poderiam fazer concessões a alguns compradores de óleo cru iraniano quando as sanções ao país persa entrarem em vigor no início de novembro. Questões envolvendo o furacão Michael também afetaram os preços da commodity, que reduziram as perdas ao longo do dia.

Na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do petróleo tipo Brent para entrega em dezembro fechou em baixa de 0,30%, para US$ 83,91. Já na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para novembro recuou 0,07%, para US$ 74,29 por barril.

"Os EUA parecem estar abandonando sua postura dura em relação aos compradores de petróleo iraniano", escreveram analistas do Commerzbank em nota a clientes. "Parece que os países consumidores receberão mais tempo para substituir suas remessas de petróleo iraniano desde que pelo menos as reduzam significativamente", apontaram. Em uma aparente reversão das políticas duras contra o Irã na sexta-feira, um funcionário do governo americano teria dito que os EUA considerariam isenções para compradores de óleo bruto do país persa, como a Índia, que tem reduzido as importações.

Em maio, o presidente americano, Donald Trump, retirou Washington do acordo nuclear internacional firmado em 2015 para conter o programa atômico iraniano, preparando o terreno para a imposição de penalidades econômicas contra Teerã. Medidas voltadas especificamente para o setor de petróleo do país devem entrar em vigor em 4 de novembro.

Analistas projetam que cerca de 1 milhão de barris por dia dos cerca de 2,5 milhões de barris diários do Irã em poderiam estar em risco. A notícia de que os EUA poderiam adotar uma linha mais suave nesse caso está "aliviando algumas preocupações com o aperto do mercado no curto prazo", de acordo com o estrategista de commodities do banco holandês ING, Warren Patterson.

Agentes também estão atentos a questões internas que afetam, principalmente, o WTI. Com a aproximação do furacão Michael, produtores de petróleo offshore no Golfo do México estão reduzindo a produção, de acordo com o Escritório de Segurança e Fiscalização Ambiental (BSEE, na sigla em inglês) do governo dos EUA.

O órgão informou que cerca de 19% da produção diária de petróleo do Golfo foram interrompidos. Espera-se que o Michael se mude para o leste do Golfo nesta terça-feira e para o interior da Flórida na quarta-feira, de acordo com o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) do país. Com essa notícia, os preços do petróleo apagaram parte das perdas vistas durante a manhã.

Além disso, uma grande explosão seguida de um incêndio afetaram a segunda maior refinaria de petróleo do Canadá, de 320 mil barris diários, controlada pela Irving Oil. Fonte: Dow Jones Newswires.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade