PUBLICIDADE

Preço do petróleo sobe mais de 1% com riscos na oferta do Iraque e estoques dos EUA

30 mar 2023 - 17h48
Compartilhar
Exibir comentários

Os preços do petróleo subiram mais de 1% nesta quinta-feira, apoiados por menores estoques dos Estados Unidos e uma interrupção nas exportações da região iraquiana do Curdistão, que compensaram a pressão de um corte menor do que o esperado na oferta russa.

Refinaria de petróleo de Wuhan, na China
30/03/2023
REUTERS/Stringer
Refinaria de petróleo de Wuhan, na China 30/03/2023 REUTERS/Stringer
Foto: Reuters

Os futuros do Brent subiram 0,99 dólar, ou 1,3%, para 79,27 dólares o barril. O petróleo dos EUA (WTI) subiu 1,40 dólar, ou 1,9%, para 74,37 dólares.

Apoiando os preços, os produtores fecharam ou reduziram a produção em vários campos de petróleo na região semiautônoma do Curdistão, no norte do Iraque, após a interrupção do oleoduto de exportação do norte. Mais interrupções estão no horizonte.

O Iraque foi forçado a interromper cerca de 450 mil barris por dia (bpd) de exportações de petróleo bruto, ou 0,5% do suprimento global de petróleo, da região do Curdistão (KRI), no sábado.

No entanto, "mudanças na política doméstica do Iraque podem levar a um acordo político duradouro muito em breve", disseram analistas do Citi nesta quinta-feira, estimando que os fluxos do oleoduto podem aumentar em 200 mil barris por dia (bpd).

Também apoiando os preços houve um relatório de quarta-feira da Administração de Informação de Energia dos EUA (AIE) informando que os estoques de petróleo bruto norte-americano caíram inesperadamente na semana até 24 de março para uma mínima de dois anos. [EIA/S]

"Os traders estão começando a deixar os números de estoque de ontem caírem um pouco", disse o analista do Price Futures Group, Phil Flynn.

Esses fatores compensaram o sentimento baixista após um corte abaixo do esperado na produção de petróleo bruto da Rússia nas três primeiras semanas de março.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade