0

Bolsas europeias caem após alerta da Apple, balanços decepcionantes e ZEW fraco

26 fev 2020
18h37
  • separator
  • 0
  • comentários

As bolsas europeias operam majoritariamente em baixa na manhã desta terça-feira, após um alerta da Apple reforçar preocupações com as consequências econômicas do surto de coronavírus. Investidores na Europa também repercutem balanços e indicadores fracos da região. Na Itália, porém, o mercado sobe desde a abertura do pregão, reagindo a uma oferta do Intesa Sanpaolo para adquirir o UBI Banca.

O mau humor tomou conta dos negócios na Europa e em outras partes do mundo após a Apple avisar ontem que não deverá cumprir suas projeções de receita para o trimestre até março, em razão dos efeitos do coronavírus, que já matou quase 1.900 pessoas na China.

A temporada de balanços também trouxe notícias negativas. O britânico HSBC, maior banco europeu, teve forte queda no lucro de 2019 e a mineradora anglo-suíça Glencore teve um prejuízo significativo no ano passado, atribuído a baixas contábeis. No mercado inglês, as ações de HSBC e Glencore sofriam tombos de 6,3% e 3,9%, respectivamente, às 8h20 (de Brasília).

O cenário macroeconômico também preocupa. Na Alemanha, o índice ZEW de expectativas econômicas caiu de 26,7 pontos em janeiro para 8,7 pontos em fevereiro, ficando bem abaixo das expectativas.

Já no Reino Unido, a taxa de desemprego ficou em 3,8% no trimestre até dezembro de 2019, mantendo-se inalterada em relação à dos três meses até novembro.

Com o coronavírus ainda no foco das atenções, ficou em segundo plano um anúncio de que a China pretende conceder isenção temporária de tarifas a mais produtos dos EUA, como parte de esforços para atender a demanda interna de consumo.

Também às 8h20 (de Brasília), a Bolsa de Londres caía 0,84%, a de Frankfurt recuava 0,71%, a de Paris se desvalorizava 0,39% e a de Lisboa tinha baixa de 0,14%. Já a de Milão avançava 0,37% e a de Madri tinha alta marginal de 0,03%.

O Intesa Sanpaolo fez uma oferta inesperada para adquirir o UBI Banca, num acordo estimado em 5,02 bilhões de euros (US$ 5,44 bilhões). Enquanto a ação do UBI saltava 22,3% no mercado italiano, o do Intesa avançava 2%.

No câmbio, o euro cedia levemente a US$ 1,0833, de US$ 1,0836 no fim da tarde de ontem, mas a libra se fortalecia, cotada a US$ 1,3038, ante US$ 1,3001 na véspera, após confirmação de o Reino Unido vai anunciar seu projeto orçamentário em 11 de março. Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade