PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Saúde feminina: como evitar as doenças mais comuns no verão?

Médicos explicam como prevenir a proliferação de bactérias no período mais quente do ano

24 nov 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Imagem meramente ilustrativa de uma médica mostrando os ovários
Imagem meramente ilustrativa de uma médica mostrando os ovários
Foto: Ivan Balvan / iStock

O tempo quente pode ser um vilão para a saúde íntima da mulher, caso não sejam adotados alguns cuidados. Isso porque há maior propensão de desenvolver doenças ginecológicas, como candidíase, tricomoníase e vaginose.

Como explica o ginecologista Domingos Mantelli, isso ocorre porque ficar com o biquíni molhado por muito tempo ou até mesmo usar roupas sintéticas pode deixar os corrimentos mais frequentes nessa época do ano. Por isso, ele recomenda que se evite a umidade prolongada na região da vagina.

"Trocar os biquínis úmidos por secos, apostar em roupas mais leves e ventiladas como saias e vestidos e, principalmente, buscar orientação médica sempre que notar algo errado", sugere o médico, pós-graduado em Ultrassonografia Ginecológica e Obstetrícia.

Confira outras dicas do especialista:

  1. Sempre apare os pelos pubianos para facilitar a higienização
  2. Faça sempre uma higiene íntima e não deixe de urinar após o ato sexual
  3. Use sabonete neutro ou íntimo
  4. Lave as peças íntimas com água e sabão e seque-as ao sol
  5. Não compartilhe sabonetes, peças íntimas e toalhas

Alimentação importa

O que se come também tem impacto na saúde íntima, como esclarece a nutróloga Liliane Oppermann. Ela lembra que do ponto de vista “nutrológico”, deve-se manter o corpo hidratado para evitar que a urina fique muito concentrada e, consequentemente, facilite a proliferação de bactérias.

É também importante evitar excesso de açúcar, frituras, gorduras e condimentos, substituindo-os por alimentos in natura, como legumes, verduras e frutas secas. De acordo com Liliane, o iogurte é um exemplo de alimento indicado por ser rico em probióticos.

5 dicas para evitar a retenção de líquido no calor 5 dicas para evitar a retenção de líquido no calor

"Temos que entender que a microbiota intestinal se comunica com a microbiota vaginal — na verdade, no nosso corpo, cada parte tem a sua microbiota e ela se intercomunica", pontua em entrevista ao Terra. Ciente disso, a médica recomenda a ingestão de produtos ricos em fibras, como cereais integrais, em meio a uma dieta equilibrada que priorize a absorção de todos os nutrientes.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade