PUBLICIDADE

Chumbo nos copos Stanley: entenda os riscos envolvendo o metal tóxico

Empresa esclareceu que a substância está presente no material de vedação e não fica em contato direto com o consumidor; especialista pede atenção a possíveis avarias no produto

30 jan 2024 - 12h51
Compartilhar
Exibir comentários

Nos últimos dias, internautas postaram alertas nas redes sociais sobre a presença de chumbo, um metal tóxico, nos famosos copos da marca Stanley, referência no mercado de utensílios térmicos. Após as publicações, a fabricante decidiu esclarecer que o componente é usado apenas no material de vedação do objeto e, por isso, não fica em contato direto com o usuário nem com bebidas e alimentos colocados ali.

A Stanley reforçou que não há chumbo em parte alguma da superfície de seus produtos. "A marca utiliza um processo de fabricação que segue o padrão global da indústria para realizar o selamento na parede externa e garantir o isolamento a vácuo", disse, por meio de nota, nesta terça-feira, 30. A empresa está há mais de cem anos no mercado.

Segundo a companhia, esse material de vedação inclui uma parcela de chumbo em sua composição. "No entanto, uma vez selada, essa área é coberta por uma camada não removível de aço inoxidável, tornando-a inacessível aos consumidores."

"Na rara ocorrência desta tampa de inox se soltar, devido a algum caso extremo, possivelmente expondo o selante, este continuará sem contato com o conteúdo, sendo o produto devidamente coberto pela garantia vitalícia oferecida a todos os itens Stanley", acrescentou a empresa.

A marca disse ainda que garante que seus produtos atendem a todas as exigências regulatórias dos Estados Unidos e da Europa e esclarece ainda que testa e valida a conformidade dos itens por meio de laboratórios terceirizados credenciados pela Food and Drug Administration (FDA), órgão regulador norte-americano, que verifica se os produtos seguem diretrizes rigorosas.

Stanley esclareceu que não há chumbo em parte alguma da superfície de seus produtos que entre em contato com o consumidor ou com líquidos e alimentos colocados em seu interior. Foto meramente ilustrativa.
Stanley esclareceu que não há chumbo em parte alguma da superfície de seus produtos que entre em contato com o consumidor ou com líquidos e alimentos colocados em seu interior. Foto meramente ilustrativa.
Foto: Reprodução/Instagram/stanley1913_brasil / Estadão

O que é o chumbo?

O chumbo é um elemento químico que faz parte do grupo dos metais pesados. "Ele é um metal tóxico, denso, macio, maleável e considerado um mau condutor de eletricidade. Usa-se o chumbo na fabricação de baterias, mantas de blindagem, cabos e aditivos de gasolina, por exemplo", descreve Amanda Meireles, professora do curso de Biomedicina da Faculdade Anhanguera.

Por que a presença do metal gerou preocupação entre os consumidores?

A presença do metal assustou porque ele é toxico para os seres humanos. O chumbo está associado a problemas como infertilidade, alterações no sistema nervoso central, câncer e problemas renais, explica a professora de Biomedicina.

Em quais partes do copo tem chumbo?

Ele fica na base do copo e na região de vedação. Ele é coberto por uma camada densa de aço inoxidável, que o mantém na região interna - e não na superfície, onde teria contato direto com o consumidor.

Existe algum risco de o chumbo entrar em contato com o consumidor?

O chumbo é protegido a vácuo com uma espessa camada de aço. "A Stanley garante que não possui chumbo na superfície, mas devemos manter atenção em relação a possíveis avarias e danos no copo", ressalta Amanda.

Quais os possíveis sintomas caso a pessoa entre em contato com o chumbo?

  • Dor abdominal
  • Dor nas articulações
  • Constipação
  • Vômitos
  • Náuseas

"Além disso, pode ocorrer dor de cabeça, perda de memória, fadiga e falta de apetite e, mais em longo prazo, dificuldade de aprendizagem, depressão, delírio e convulsões", alerta a professora de Biomedicina.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade