PUBLICIDADE

Caldo de ossos que ficou famoso ajuda mesmo a emagrecer? Nutróloga responde

Mistura ajuda no emagrecimento, controle da pressão arterial e saúde dos neurônios, mas não pode ser consumida todos os dias

5 dez 2023 - 05h00
(atualizado às 12h11)
Compartilhar
Exibir comentários
O prato tornou-se tão popular que se transformou em uma tendência no TikTok
O prato tornou-se tão popular que se transformou em uma tendência no TikTok
Foto: iStock

De Kylie Jenner a Gwyneth Paltrow, celebridades e pessoas comuns estão aderindo ao "caldo de ossos". A receita, um tanto inusitada, pode causar estranhamento nos mais resistentes a novidades, mas seus benefícios têm rompido as barreiras da alimentação convencional.

Originário da culinária chinesa, o prato, que inclui ingredientes simples, tornou-se tão popular que se transformou em uma tendência no TikTok, acumulando mais de 60 milhões de visualizações em vídeos que mostram a preparação e o consumo dessa iguaria.

O sucesso se dá pelas propriedades nutritivas que a mistura oferece ao corpo humano. A receita pode ser feita com ossos e cartilagens de boi, frango e até mesmo peixe. 

A médica nutróloga Hilloa Rodrigues explica que o caldo se torna nutritivo porque desses ossos e cartilagens são extraídos diversos micronutrientes como cálcio, magnésio e potássio, essenciais para saúde óssea. 

Esses nutrientes também ajudam a controlar a pressão arterial, saúde dos neurônios e servem como anti-inflamatório, além de liberar as proteínas do colágeno que são importantes para articulações e saúde da pele e cabelos. 

“Seus efeitos anti-inflamatórios e os aminoácidos contidos no caldo como glutamina, glicina, prolina, além de melhorar a saúde intestinal, auxiliam o sono, memória e a parte cognitiva”, diz a especialista.

9 alimentos ricos em colágeno para consumir e ter uma pele mais saudável 9 alimentos ricos em colágeno para consumir e ter uma pele mais saudável

O excesso é inimigo

Porém, como todo excesso causa malefícios, o caldo de ossos precisa ser consumido com responsabilidade. Mesmo sendo nutritivo e benéfico, não é recomendado o uso exagerado da iguaria na alimentação diária. 

Hilloa explica que o excesso do consumo pode gerar o acúmulo de glutamina que pode ser indesejável para quem tem enxaquecas ou candidíase, por exemplo. 

A liberação dos nutrientes presentes nos ossos podem incluir alguns metais tóxicos juntos, como alumínio e mercúrio, acumulados nos ossos dos animais. Então a regra é moderação. 

A especialista também alerta para o consumo do alimento industrializado e indica que a melhor opção é preparar o seu próprio caldo caseiro. 

“Os industrializados podem conter muita histamina e propiciar alergias, ansiedade e erupções cutâneas em algumas pessoas”, diz.

Quando e como tomar? 

O recomendado pela médica, é a utilização de uma pequena quantidade - de uma a duas xícaras por dia - quando estiver tratando alguma condição como, por exemplo, dor articular. 

De forma habitual, indica-se o consumo de uma a duas xícaras por semana. 

De preferência, o caldo deve ser ingerido antes do horário de dormir, para que todos os benefícios sejam aproveitados pelo corpo.

O sucesso do caldo se dá pelas propriedades nutritivas que a mistura oferece ao corpo humano
O sucesso do caldo se dá pelas propriedades nutritivas que a mistura oferece ao corpo humano
Foto: iStock

Ajuda no emagrecimento

O consumo do caldo por possuir papel anti-inflamatório, ajuda na melhora da função intestinal, ele ainda auxilia no sono, melhorando o ciclo circadiano e contribuindo com um menor apetite no dia seguinte.

Outro ponto positivo destacado pela nutróloga é o baixo índice glicêmico e as poucas calorias. 

“A receita pode ser incluída em dietas low carb, jejum intermitente ou outras dietas para emagrecimento, lembrando sempre que se deve estar presente uma dieta saudável e prática de atividades físicas regularmente”, indica Hilloa.

Como fazer

A nutricionista Sol Moraes ensina uma receita de caldo de ossos com dicas de armazenamento para o consumo durante os dias:

Quanto mais tempo ele for cozido, maiores serão os seus benefícios.
Quanto mais tempo ele for cozido, maiores serão os seus benefícios.
Foto: iStock

Ingredientes: 

  • 1 a 2 kg de ossos de boi ou frango
  • 2 colheres (sopa) de vinagre de maçã
  • Sal e pimenta a gosto
  • Água suficiente para cobrir os ossos

Modo de preparo:

Coloque os ossos em uma panela, cubra com água e adicione o vinagre, deixando a mistura descansar por 1 hora. Depois, leve-a ao fogo alto até ferver e retire a espuma que irá se formar na superfície, até que o caldo fique claro, cozinhando por cerca de 20 a 30 minutos.

Reduza a temperatura do fogo e adicione vegetais de sua preferência, como alho, cebola, salsão, cenoura, tomilho, salsa.

Em seguida, deixe o caldo cozinhar em fogo baixo por aproximadamente 4 a 12 horas. “Quanto mais tempo ele for cozido, maiores serão os seus benefícios”, ressalta a médica.

Depois de esfriar você pode guardar em forminhas de gelo ou outros recipientes e congelar para adicionar como base para sopas, caldos, marinados, molhos e outros pratos e bebidas.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade