PUBLICIDADE

7 exercícios de alongamento para fazer em casa

Descubra como alguns movimentos simples podem ser importantes para a qualidade de vida

24 nov 2021 08h06
| atualizado às 11h06
ver comentários
Publicidade
Exercícios de alongamento
Exercícios de alongamento
Foto: Shutterstock / Sport Life

Os exercícios de alongamento, geralmente, são negligenciados por boa parte das pessoas. Até mesmo entre os que possuem uma vida ativa e praticam alguma atividade física, não é raro encontrar quem não se preocupe muito com essa prática. O que, na verdade, é um erro e pode custar caro.

A flexibilidade é fundamental para o bom funcionamento do corpo, seja para a prática de esportes ou, simplesmente, para ter uma rotina sem dores e indisposição. De acordo com Letícia Klimas, gerente técnica de ginástica da Bio Ritmo, os exercícios de alongamento são uma ótima ferramenta para todos que buscam saúde e bem-estar.

"Antes de tudo, fazer alongamento é importante para dar uma pausa no trabalho, arejar a mente e, assim, conseguir manter a atenção e o foco. Mas, fazer movimentos para alongar o corpo também vai ajudar a relaxar a musculatura e aumentar a circulação nas articulações, o que é fundamental para quem fica muito tempo sentado e, muitas vezes, na mesma posição", conta a especialista.

Ao contrário do que alguns imaginam, o hábito de se alongar corretamente não é uma tarefa tão complexa assim. Basta separar alguns minutinhos do dia e dedicar-se aos movimentos. Para provar isso e auxiliar as pessoas que ainda não sabem por onde começar, Letícia separou alguns exercícios de alongamento para fazer em casa. Confira:

1 - Peitoral e ombros

Sente-se na cadeira e incline ligeiramente o tronco para frente. Coloque os dois braços para trás e apoie as mãos na lateral da cadeira, com os cotovelos estendidos. Você sentirá um alongamento da musculatura do peitoral e a parte de frente dos ombros.

2 - Pescoço

Sentado ou de pé, entrelace as mãos atrás da cabeça, apontando os cotovelos para frente. Flexione o pescoço até que o seu queixo toque o peito.

3 - Lateral do corpo

Para esse exercício de alongamento é necessário sentar-se novamente. Com o tronco ereto, estenda o cotovelo direito e eleve o braço por cima da cabeça, apontando para o lado esquerdo. Volte para a posição inicial e repita o movimento com o outro lado: braço esquerdo para a direita. Incline ligeiramente o corpo para o lado que o braço estiver apontando, sem perder a postura da coluna.

4 - Lateral do pescoço

Um clássico. De pé ou sentado? Tanto faz, apenas certifique-se de que a postura está correta. Com o auxílio das mãos, puxe o pescoço para um lado e, depois, para o outro.

5 - Glúteo e lombar

Sente-se de pernas cruzadas, deixando que o seu pé fique em contato com o joelho oposto. Apoie as mãos nos dois joelhos e desça lentamente, como quem quer encostar a barriga na perna que está cruzada. Um ótimo exercício de alongamento.

6 - Posterior de coxa

Sente-se na ponta da cadeira, estique uma perna e incline o corpo para baixo, na direção da perna estendida. Mantenha o pé dessa perna apontado para cima. Vale apoiar as mãos nas coxas, para ter mais equilíbrio.

7 - Costas, peitoral, braços e pernas

Fique de pé, flexione o quadril para frente e apoie as mãos em cima de alguma superfície fixa (pode ser uma mesa ou cadeira). Mantenha a coluna reta, jogando os glúteos para trás e o peitoral virado para o chão.

Importante

Vale lembrar que esses são apenas alguns exemplos de exercícios de alongamento para fazer em casa. Não são os únicos, tampouco obrigatórios. Antes de iniciar qualquer nova atividade física é importante consultar um profissional da área, para que ele avalie suas condições e objetivos, antes de traçar a melhor estratégia possível.

No entanto, esses exercícios de alongamento podem ser realizados pela maioria das pessoas. Uma ótima maneira de manter o bem-estar. Caso você tenha uma vida sedentária, a dica é se mexer. Única saída de evitar os inúmeros prejuízos que a falta de atividades físicas pode gerar.

"O sistema imunológico pode não funcionar tão bem, pode levar a problemas de má circulação sanguínea e retenção de líquidos. Também é possível que o corpo sofra mais processos inflamatórios e desenvolva um desequilíbrio hormonal", finaliza Letícia, analisando os riscos do sedentarismo.

Sport Life
Publicidade
Publicidade