1 evento ao vivo

Já usou o filho como desculpa? Eu já!

18 set 2018
11h38
atualizado em 27/9/2018 às 16h25
  • separator
  • comentários

Semana passada não escrevi minha crônica semanal aqui no Mãe com Prosa e poderia facilmente botar a culpa no aniversário das meninas. Foi uma semana corrida, tive de encomendar o bolo com cobertura de merengue e biscoitos de arco-íris, providenciar as lembrancinhas, baixar no Largo 13 umas 3 vezes pra conseguir comprar balões gigantes em promoção e por aí vai. Motivo mais do que nobre, não é não? Quem não perdoaria a minha falta?

Mas quer saber a verdade nua a crua? Arrumo infinitamente mais coisa para fazer do que o meu tempo permite e na semana que passou acabei assistindo a vários episódios do "This Is Us" (minha atual série favorita), não desmarquei a terapia (viva a sanidade maternal) e tentei, tenteiiii dividir menos o meu tempo entre o computador e as minhas filhas.

É difícil assumir que a gente bota na conta dos filhos um monte de coisas que no fundo não quis fazer ou não fui capaz. Quem nunca? Já deixei de ir a algumas festas por causa da febre da Manu, em outros eventos porque Elisa estava cansada e até mesmo em atividades familiares porque elas dormem cedo. É tentador usar assim, de certa forma, os filhos porque ninguém questiona e você ainda sai com a imagem de alguém preocupada e presente, tudo o que se espera de uma boa mãe.

O que a gente não conta é que aquela febre apareceu em boa hora porque tudo o que você não queria naquele momento é ter de socializar com quem você mal conhece num Buffet barulhento cheio de coxinhas maravilhosas te tentando a sair da dieta.

A gente também não confessa que o cansaço da filha aconteceu exatamente no dia daquele encontro de ex-colegas da faculdade que você estava super sem graça de matar mais uma vez já que, o que a rede uniu a realidade não deveria separar. A empolgação de formar um grupo de whatsApp e compartilhar fotos do primeiro período foi super legal, mas não vale o investimento de uma tarde inteira num churrasco.

Sem falar nas vezes que você escapou mais cedo do trabalho que estava beeeeem chato dizendo que teria de pegar os filhos na escola. Alguém vai ficar checando se na semana passada você mesma disse que terças-feiras é a avó quem pega as crianças? E dizer que se atrasou por causa da reunião de pais depois de perder a hora? Você já disse? Isso eu ainda não…rs

Mas esse texto me fez lembrar de todas as vezes que eu usava a amamentação ( que eu fazia de forma reservada por pura escolha, esclareço!) como motivo para desaparecer da sala e ficar umas horinhas em paz (tenho gêmeas e o ritual levava tempo) sem ouvir comentários sobre a falta de sono das meninas, sobre como eu deveria voltar à sociedade e ir ao cinema pra me divertir, sobre como eu não deveria voltar tão cedo à sociedade, sobre a quantidade de leite que eu dava, sobre a beleza de ter duas bebês e sobre a dificuldade de ter duas bebês…

Acho que mentirinhas maternas deveriam ser perdoadas porque é como se a gente se sentisse no direito de ter um pouco mais direitos porque somos mães. Mas pensando melhor acho que o ideal mesmo é conseguir dizer um sonoro nãaaaao sem ter de usar e abusar da condição de mãe. A gente merece fazer o que apenas dá conta ou o que tem vontade, vai?

Outros textos de Michelle Póvoa Dufour

Acesse nosso site: www.maecomprosa.com.br

O post Já usou o filho como desculpa? Eu já! apareceu primeiro em Mãe com Prosa.

Mãe com Prosa

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade