0
Logo do Comportamento
Foto: terra

Comportamento

De toucas a calcinha: 10 looks permitidos só na passarela

Estilistas ousaram nos desfiles do SPFW com modelitos inusitados que são inimagináveis no dia a dia

27 out 2015
12h43
atualizado às 15h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Nos desfiles, sempre há as peças de efeito apenas de passarela. Na vida real, é difícil usar. E, às vezes, até inimaginável, a não ser para uma festa à fantasia. Há também comprimentos e volumes que, se transportados para fora da sala de desfiles, a situação também complica.

Siga Terra Estilo no Twitter

Terra separou 10 looks e/ou ideias que devem ficar apenas na memória de quem viu os desfiles e nas imagens clicadas. Confira quais são e saiba por quê.

Ninjas

Foto: Leonardo Benassatto e Rodrigo Moraes / Futura Press

As toucas fizeram parte de alguns desfiles, mas não dá para usar por aí. Afinal, ninguém vai querer sair com uma meia arrastão, como mostrou a Amapô, ou uma meia rasgada, vista no desfile de Alexandre Herchcovitch. A touca meio ninja, da Ratier, até passa, mas a pessoa tem de ter atitude ou frio de sobra para encarar o visual.

Cabelão

Foto: Leonardo Benassatto / Futura Press

Desfiar os cabelos e sair com eles armados por aí pode parecer que você tomou um choque. A grife Uma por Raquel Davidowicz fez isso na passarela. Na vida real, que tal, depois de desfiar, prender num coque ou com um rabinho? Os fios até podem ficar fofinhos, mas mais normais. Ah! E se não usar sutiã, cuidado para não pagar peitinho.

Overdose

Foto: Leonardo Benassatto / Futura Press

Transparência no tule point d’esprit (de bolinhas), pena, plumas, peitinho aparecendo e uma tiara no meio da testa é bem legal na passarela. Mas no dia a dia, melhor ir por partes. Primeiro, um forrinho vai bem, obrigada. A pena e o enfeite de cabeça, só para festas à caráter. E as pluminhas no ombro... Bom, tem de ter estilo. A proposta aqui é de Helô Rocha.

Nudez?

Foto: Rodrigo Moraes / Futura Press

A Amapô também fez esse macacão cor de pele com enfeites vermelhos. Dentro de sua proposta de góticos e vampiros, até passa. Mas, por favor, não entendam isso como tendência nem como moda.

Preconceito zero

Foto: Rodrigo Moraes / Futura Press

Em plena passarela, o casal trocou de roupa, ambos mostrando o dorso. A tendência aqui não é a quase nudez da modelo, mostrando os seios, mas a ideia de que não deve haver preconceito de gêneros. Essa ideia, proposta por Ronaldo Fraga sim, deve ir para as ruas.

Tramas complicadas

Foto: Rodrigo Moraes / Futura Press

Antes de mais nada, um lembrete: as tramas estão em alta. A Amapô, porém, transformou a tendência em teia de aranha para ser usada como meia por um homem e deixou pele demais à mostra no look da direita. Para se montar, vale. Na vida de trabalho, rua, supermercado e cinema, melhor arriscar menos.

No alvo

Foto: Francisco Cepeda / AgNews

Alexandre Herchcovitch fez um desfile com inspiração fetichista. Por isso, o detalhe do orifício em lugar estratégico. Mas no dia a dia, o “alvo” deve mudar de posição para ficar mais elegante e sem dupla conotação.

Foto: Francisco Cepeda / AgNews

Calça abaixada e calcinha aparecendo? Só na passarela da Ellus, combinado?  Aqui fora, se não for na praia com biquíni e uma saída de praia maravilhosa, esqueça esse detalhe.

Foto: Rodrigo Moraes / Futura Press

Ainda vai demorar muito para os homens brasileiros entenderem que moda pode ser um momento de diversão. A lapela com babado, proposta por João Pimenta, ainda não cabe na cabeça de muita gente, assim como as calças largas. Mas cabe num look feminino, se a mulher quiser fazer algo diferenciado do habitual.

Foto: Leonardo Benassatto / Futura Press

A Gig Couture, especializada em tricô, lançou sua linha masculina no SPFW. E entre as peças apresentadas, está esta calça curta e estampada, que vai ser muito difícil entrar nos guarda-roupas de homens menos descolados, não acham? 

Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade