PUBLICIDADE

Modelo recicla cascas de coco e gera renda a carentes no NE

27 abr 2022 11h25
ver comentários
Publicidade

Acostumada a estrelar campanhas e desfiles mundo afora, a modelo Milena Haesbaert, de 40 anos, tem se dedicado a uma causa nobre: há três anos, pilota uma iniciativa socioambiental que transforma cascas de coco em utensílios para casa e decoração.

Milena Haesbaert (Divulgação)
Milena Haesbaert (Divulgação)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

Batizado "Studio Coco", o projeto recicla mais de 2 mil unidades de cascas da fruta todos os meses, transformando-as em pratos, bowls e velas, que têm feito sucesso no circuito gastronômico e decorativo, como restaurantes estrelados da capital paulista.

Fundada em 2019, a iniciativa tem beneficiado pequenos produtores da cidade de Pindorama, no sul de Alagoas, região com escassas oportunidades de trabalho: "As cooperativas têm neste trabalho artesanal uma das poucas formas para gerar renda aos moradores locais", afirmou Milena.

Produtos feitos com casca de coco
Produtos feitos com casca de coco
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Nascida em Juazeiro, município da Bahia, Milena atua como modelo desde 1998. Desde então, já trabalhou em disputados mercados como Itália, França e Alemanha, além dos Estados Unidos - onde morou por mais de quatorze anos.

Há três, mudou-se para São Paulo, onde concilia a carreira fashion com a empreitada sustentável: "Antes de fazermos a reciclagem, estas cascas de coco eram queimadas, como fonte de energia para usinas - algo nocivo ao meio-ambiente, já que a queima gera grande carga de CO2 e metano. Hoje, o que era lixo transformamos em luxo", disse.

Operários da cooperativa
Operários da cooperativa
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

Através da Studio Coco, dezenas de operários de associações regionais têm acesso à remuneração digna, além de treinamento profissional - o que permitiu a muitos aprendizes tornarem-se artesãos.

O processo de produção é iniciado na seleção do coco seco, feita de forma artesanal, por produtores que identificam "a olho" a anatomia correta das cascas. Depois, seguem para o atelier do projeto, onde passam pelos processos de esterilização, corte, despolpa e lixação.

Ao término, as peças são hidratadas com o próprio óleo retirado do coco: "todo o processo é completamente livre de substâncias nocivas e nada é desperdiçado. Nosso foco é valorizar o artesanal e o produto natural, introduzindo a natureza às mesas, através de um trabalho ético, responsável, sustentável e que gere renda aos artesãos das comunidades", afirma.

Milena Haesbaert (Divulgação)
Milena Haesbaert (Divulgação)
Foto: Elas no Tapete Vermelho

O resultado final são utensílios extremamente resistentes, de fácil lavagem, belos e, sobretudo, com responsabilidade ecológica e social: "são os bowls e pratos mais sustentáveis do mercado. Do começo ao fim, o processo de produção é 100% natural - e as peças podem retornar à natureza, sem agredi-la", finaliza.

Aos interessados, a Studio Coco oferece três diferentes tamanhos de bowls - Gigante, Jumbo e Tradicional - além de pratos e velas com aromas variados, que vão do vermute e bergamota a citronela.

Produtos feitos com casca de coco
Produtos feitos com casca de coco
Foto: Divulgação / Elas no Tapete Vermelho

As peças são entregues em todo o Brasil ou podem ser retiradas na sede do projeto, situada na capital paulista. Podem ser adquiridas por atacado ou varejo, através do e-commerce www.studiococo.com.br ou pelas redes sociais, no Instagram @studiococooficial.

Elas no Tapete Vermelho
Publicidade
Publicidade