PUBLICIDADE
AO VIVO
Paris é Delas: Atletas falam sobre longevidade e vaidade no esporte

5 chás para aumentar a saúde no inverno

Nada melhor do que um bom chá para esquentar o corpo e fortalecer a saúde neste inverno. Confira algumas opções

20 jun 2024 - 15h21
Compartilhar
Exibir comentários

Chegamos ao inverno! Durante a estação, a busca por bebidas quentes e reconfortantes aumenta, e é aí que o chá caseiro surge como uma opção - que vai muito além do sabor.

5 chás caseiros para aumentar a saúde no inverno
5 chás caseiros para aumentar a saúde no inverno
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Isso porque alguns deles podem ser aliados poderosos para a saúde durante a estação fria. Afinal, auxiliam na desintoxicação, protegem contra inflamações e promovem o bem-estar geral.

Para combater a gordura no fígado, por exemplo, os chás de boldo, dente-de-leão, alcachofra, gengibre e cúrcuma são alguns dos ingredientes que, segundo especialistas, podem auxiliar na regeneração celular e redução da inflamação do órgão. 

"Alguns chás podem ser muito benéficos para a saúde do fígado, especialmente quando combinados com um estilo de vida saudável, com baixo consumo de açúcar e álcool, bem como à prática regular de exercícios físicos", afirma Sandra Chagas, cirurgiã-dentista e especialista em saúde integrativa.   

No entanto, é fundamental lembrar que os chás são um complemento e não substituem o tratamento médico. "Consulte sempre um profissional de saúde antes de iniciar qualquer tratamento integrativo", salienta a profissional.

A especialista recomenda 5 chás e conta como eles podem beneficiar o seu organismo. Confira: 

1 - Chá de Carqueja 

Originária da América do Sul, a carqueja (Baccharis trimera) possui folhas e caules ricos em flavonoides e saponinas, substâncias com ação antioxidante e anti-inflamatória. "Este chá é especialmente eficaz para problemas digestivos, pois ajuda a aliviar má digestão, gases e azia", explica Sandra. 

Além disso, a carqueja é reconhecida por seus efeitos hepatoprotetores, sendo benéfica para a saúde do fígado, auxiliando na desintoxicação e na digestão. "Recomendo seu uso para pacientes com gordura no fígado, mas sempre com moderação e acompanhamento profissional", diz a profissional. 

Outros pacientes podem se beneficiar deste chá. "A carqueja também pode contribuir para o controle do colesterol e da glicemia, tornando-se uma aliada no combate ao diabetes e a doenças cardiovasculares".  

Vale destacar que o chá de carqueja tem um sabor amargo característico, mas um pouco de mel ou limão pode suavizar. Para prepará-lo, basta ferver uma colher de sopa de folhas secas em meio litro de água por cerca de 10 minutos e coar em seguida. Beba de duas a três vezes ao dia. 

2 - Chá Dente-de-Leão 

Derivado da planta Taraxacum officinale, o chá de dente-de-leão auxilia na limpeza do fígado e na melhora da função hepática. Ele estimula a produção de bile, essencial para a digestão das gorduras, e ajuda a eliminar toxinas do organismo. Além disso, suas propriedades diuréticas promovem a eliminação de líquidos, contribuindo para a redução do inchaço e a desintoxicação dos rins.  

"Rico em antioxidantes, o dente-de-leão combate os radicais livres, protegendo as células contra danos e envelhecimento precoce. Também é uma fonte de vitaminas A, C, e K, além de minerais como ferro, cálcio e potássio, que são importantes para a saúde geral", explica a especialista em saúde integrativa. 

O chá de dente-de-leão pode ser feito utilizando suas raízes ou folhas. Para prepará-lo, ferva uma colher de sopa de raiz ou folhas secas em meio litro de água por 10-15 minutos. Coe e beba duas a três vezes ao dia. 

3 - Chá de Boldo 

Originário das regiões andinas do Chile e Peru, o boldo (Peumus boldus) é uma planta medicinal utilizada há séculos para tratar diversos problemas de saúde. Suas folhas possuem um aroma característico e um sabor amargo. 

O principal benefício do chá de boldo é sua ação no sistema digestivo, já que ele alivia sintomas de má digestão, como náuseas, gases, inchaço abdominal e constipação. Isso porque o boldo estimula a produção de bile pelo fígado, facilitando a digestão das gorduras e promovendo a desintoxicação hepática. 

"Além de seus efeitos digestivos, o chá de boldo possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que ajudam a combater os radicais livres e proteger as células do corpo contra danos. Ele também é conhecido por suas propriedades diuréticas, que ajudam na eliminação de líquidos e toxinas do organismo", explica Sandra. 

Para preparar o chá de boldo, coloque uma colher de chá de folhas secas de boldo em uma xícara de água fervente. Deixe em infusão por cerca de 10 minutos, coe e beba. Recomenda-se consumir o chá com moderação, uma a duas vezes ao dia, para evitar efeitos colaterais, como irritação gástrica. 

4 - Chá de Alcachofra 

Derivado das folhas da planta Cynara scolymus, o chá de alcachofra é valorizado tanto na medicina tradicional quanto na fitoterapia moderna. Ele estimula a produção de bile, facilitando a digestão de gorduras e ajudando na desintoxicação do fígado. 

A especialista explica que o chá de alcachofra é rico em antioxidantes, como a cinarina e a silimarina, que ajudam a proteger as células do corpo contra danos oxidativos e inflamações. Além disso, esses antioxidantes também desempenham um papel importante na redução do colesterol ruim (LDL) e na melhora da saúde cardiovascular. 

"O chá de alcachofra também pode auxiliar no controle da glicemia, sendo útil para pessoas com diabetes ou resistência à insulina. Suas propriedades diuréticas ajudam na eliminação de líquidos e toxinas, combatendo o inchaço e promovendo uma sensação de leveza", conta a profissional.  

Para preparar o chá de alcachofra, ferva uma colher de sopa de folhas secas de alcachofra em meio litro de água por cerca de 10 minutos. Em seguida, coe e beba uma ou duas vezes ao dia. 

5 - Chá de Cardo Mariano 

O chá de cardo mariano, também conhecido como chá de silimarina, é muito valorizado por suas propriedades benéficas para o fígado e o sistema digestivo. Ele é derivado da planta Silybum marianum, usada há mais de 2.000 anos na medicina tradicional para tratar uma variedade de problemas de saúde.  

"Um dos principais benefícios do chá de cardo mariano é sua potente ação hepatoprotetora. A silimarina, um composto ativo presente nas sementes da planta, ajuda a proteger o fígado contra danos causados por toxinas, álcool e medicamentos. Ela também promove a regeneração das células hepáticas, tornando-o eficaz no tratamento de condições como hepatite, cirrose e gordura no fígado", elucida Sandra. 

Outro ponto que o especialista destaca é que o chá, além de seus benefícios para o fígado, possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, que ajudam a combater os radicais livres e reduzir a inflamação no corpo. Isso pode ser particularmente útil para melhorar a saúde geral e prevenir doenças crônicas. 

Além disso, a bebida também auxilia na digestão, aliviando sintomas como indigestão, inchaço e gases. Suas propriedades diuréticas promovem a eliminação de líquidos e toxinas, contribuindo para a desintoxicação do organismo. 

Para preparar o chá de cardo mariano, ferva uma colher de chá de sementes esmagadas ou uma colher de sopa de folhas secas em meio litro de água por cerca de 10 a 15 minutos. Coe e beba, preferencialmente uma ou duas vezes ao dia. 

Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade