PUBLICIDADE

Serviço permite monitorar a casa por celular ou tablet

Oferecido no Brasil há pouco mais de um ano, Teleview dá ao cliente a possibilidade de acessar imagens geradas por câmeras de sua residência

ver comentários
Publicidade

Chamar um táxi, ver as atualizações do Facebook, publicar uma foto no Instragram, checar as atrações culturais ao seu redor e até mesmo marcar um encontro amoroso. Os celulares de hoje são capazes de executar tarefas impensáveis até alguns anos atrás, mas um novo serviço está levando essa versatilidade a outro patamar. Hoje já é possível monitorar o que acontece na sua casa pelo celular ou tablet.

A multinacional do ramo de segurança Teleatlantic oferece há cerca de um ano no Brasil o serviço Teleview, que permite ao cliente acessar, em seus dispositivos móveis, imagens geradas em tempo real por câmeras instaladas em sua residência. “Para checar as câmeras, o cliente precisa baixar um aplicativo da empresa e entrar com um login e uma senha. Além disso, é possível acessar imagens gravadas, que ficam armazenadas em nosso sistema por até 30 dias, e até mesmo baixá-las e enviar estes arquivos para outras pessoas”, explica Ricardo Coutinho, diretor de vendas e marketing da Teleatlantic.

O serviço custa R$ 59 por mês, mas este valor não inclui as câmeras, que devem ser adquiridas e instaladas pelo cliente.  Os modelos mais simples saem por R$ 500. Há, no entanto, equipamentos com recursos diferenciados, como infravermelho e ausência de fiação, que podem chegar a até R$ 10 mil cada. Quem não quiser adquirir os dispositivos, a Teleatlantic aluga câmeras a partir de R$ 99 mensais. A empresa ainda cobra R$ 150 pela instalação de cada ponto de captação.

“Ao fazer o orçamento conosco, o cliente receberá um relatório da nossa consultoria de segurança sobre as necessidades da residência, o que inclui quantidade de câmeras e o seu posicionamento”, afirma Coutinho. Ele acrescenta que o monitoramento por câmeras pode ser integrado com alarmes a um custo total de R$ 150 mensais. Neste caso, quando um alarme registrar alguma ocorrência na casa, um dos atendentes da companhia irá checar as imagens para confirmar o problema e acionar a polícia e o cliente. A equipe da empresa só terá acesso às câmeras se o alarme disparar, para preservar a privacidade dos moradores.

“Este tipo de serviço está com uma grande procura, não apenas para segurança da residência, mas também para monitorar crianças, idosos e animais de estimação. Também existem aqueles que instalam o sistema no sítio ou na casa da praia, que são pouco usados e muitas vezes demora até que um furto seja percebido”, comenta Coutinho.

Fonte: PrimaPagina
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade