PUBLICIDADE

Iscas e limpeza ajudam a combater insetos durante o inverno

26 mai 2014 13h00
ver comentários
Publicidade
Armadilhas contra baratas e formigas devem ser colocadas atrás de móveis ou debaixo de eletrodomésticos como fogão e geladeira
Armadilhas contra baratas e formigas devem ser colocadas atrás de móveis ou debaixo de eletrodomésticos como fogão e geladeira
Foto: Shutterstock

A chegada das estações mais frias traz não apenas uma queda nas temperaturas, mas também reduz a atividade de insetos que nos atormentam durante o verão, como baratas, formigas e pernilongos. E é justamente por isso que essa época é ideal para contra-atacar e livrar a casa de vez destas ameaças, garantindo maior tranquilidade no final do ano.

No inverno o metabolismo dos animais de sangue frio desacelera, o que faz com que passem a se alimentar menos e praticamente parem de se reproduzir, explica Carlos Salgueirosa de Andrade, etmólogo do Instituto de Biologia da Unicamp. “Formigas e baratas costumam ficar em seus ninhos, que são quentes e secos. Já a população de pernilongos que vive nos esgotos diminui consideravelmente”, diz o especialista.

Ele ainda acrescenta que, como os insetos ficam menos ativos, o uso de iscas se torna mais eficaz. Estas armadilhas oferecem algo atrativo para os insetos, que ao comer acabam infectados, voltam para o ninho e matam seus companheiros “Elas são ideais, pois oferecem alimento fácil aos insetos e podem ser posicionadas em locais estratégicos, longe do alcance de crianças e animais de estimação, por exemplo”, afirma Andrade. Segundo ele, os melhores lugares para instalar essas armadilhas, são: atrás de móveis; debaixo de eletrodomésticos como fogão, geladeira e máquina de lavar; e junto a ralos.

Outra dica fundamental é reforçar a limpeza nesta época. “Deve-se tampar frestas e rachaduras com algum material, como sabão de coco ou massinha de crianças. Além disso, é importante evitar restos de comida no ambiente. Tudo isso irá contribuir para que sua casa tenha um verão mais tranquilo em relação aos insetos”, finaliza o etmólogo.

Fonte: PrimaPagina
Publicidade
Publicidade