PUBLICIDADE

Pombas podem contaminar água e ar da casa; veja como evitar

Pombas sujam fachadas, entopem calhas, contaminam a caixa d'água, danificam antenas e eletrônicos e contaminam o ar condicionado

ver comentários
Publicidade

As pombas simbolizam a paz, mas podem acabar com ela caso decidam fazer da sua casa um ninho ou poleiro. Além de sujarem telhados e paredes, elas ainda podem danificar telhas e transmitir uma série de doenças para os seres humanos. Conheça, a seguir, algumas dicas para evitar estes inconvenientes e mantê-las longe da sua residência.

As aves podem causar vários prejuízos em uma casa, afirma Fernando Ferreira, diretor do Centro de Controle de Zoonoses Paulo Dacorso Filho, do Rio de Janeiro. Elas sujam roupas e fachadas, entopem calhas, contaminam a caixa d´água (especialmente se estiver destampada), danificam antenas e equipamentos eletrônicos e contaminam o ar condicionado de parede, que pode espalhar substâncias tóxicas por toda a residência.

“As pombas costumam ficar em forros, sótãos, beirais e vigas, além do ar condicionado. Os ninhos são feitos com os mais diversos materiais, desde canudinhos até pregos, e eles são colados com as fezes do próprio animal, o que pode propagar doenças”, diz Ferreira.

Caso elas sejam encontradas em algum desses locais, o ideal é retirar os ovos e ninhos. Em situações complexas, isso pode ser feito com o auxílio do Centro de Zoonoses do município, mas se o morador decidir se encarregar da tarefa, precisa usar equipamentos de proteção individual, como máscara molhada, botas e luvas. É importante colocar cloro e desinfetar o ninho por cerca de 30 minutos antes da remoção, e deve-se lavar a roupa com água fervida após o procedimento. Já para evitar que as aves retornem ao ambiente, a melhor dica é não deixar restos de comida que possam servir de alimento para os animais.

“As barreiras mecânicas à entrada das aves, sejam elas de madeira, alvenaria ou tela, são mais baratas e eficientes que o uso de produtos químicos. Espículas emborrachadas também são eficazes e as afastam sem machucar. Outra boa medida é deixar as superfícies com uma inclinação de pelo menos 45º, ou colocar pregos no local e trançar fios de náilon entre eles, evitando que as aves pousem”, completa Ferreira.

As pombas são portadoras de inúmeros fungos e parasitas, e podem transmitir mais de 60 doenças. No entanto, o especialista afirma que boa parte dessas moléstias só contagia seres humanos em condições bastante especiais, como no caso de pessoas com baixa imunidade ou portadoras de HIV. Mesmo assim é importante evitar o contato com estas aves e seus excrementos, que podem conter doenças bastante contagiosas, como a criptococose, uma infecção que afeta o sistema respiratório.

Fonte: PrimaPagina
Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade