PUBLICIDADE

Peixe brasileiro é pescado em lago na Irlanda e viraliza na web: 'Intercambista'

Pescador local responsável por tirar o pacu de 2 kg do lago não soube explicar como a espécie foi parar lá

27 fev 2024 - 19h06
(atualizado às 19h40)
Compartilhar
Exibir comentários
Pacu é encontrado em lago no interior da Irlanda e intriga pesquisadores
Pacu é encontrado em lago no interior da Irlanda e intriga pesquisadores
Foto: Reprodução/Steve Clinch

Um pescado inusitado retirado de uma lagoa no interior da Irlanda intrigou pesquisadores, orgãos de gestão ambiental e viralizou nas redes sociais. Tudo aconteceu após um pescador local publicar uma foto de um pacu, peixe originário de bacias brasileiras, como os rios Amazoas e Paraná, entre outros.  

O caso aconteceu no último fim de semana no Lago Garadice em Leitrim, a aproximadamente 140 quilômetros da capital Dublin. Segundo o empresário e pescador veterano Steve Clinch, 68, o peixe foi retirado por ele já sem vida das margens do lago. 

"Parece que ele foi colocado vivo e, posteriormente, morreu. Eu simplesmente o retirei e relatei às autoridades locais, que o levaram para inspeção, considerando ser uma espécie não nativa da região", afirmou à BBC

O instituto Inland Fisheries Ireland, responsável pela gestão e manejo de pescados de água doce no país europeu, o pescado inusitado acendeu um alerta entre os pesquisadores. O pacu, segundo o Instituto, foi refrigerado em laboratório para exame necroscópico.

"Ainda não há detalhes definitivos sobre a origem do peixe e como chegou ao lago Garadice, mas pode ter sido libertado de um tanque particular de peixes", apontou o Instituto, que enfatizou que apenas um pacu foi encontrado no lago, sem indícios de outras populações. 

A Irlanda regulamenta a criação de peixes não nativos por lei. As medidas foram criadas para que as autoridades possam controlar de espécies consideradas exóticas e proteger ecossistemas locais. 

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), por sua vez, aponta que não foram identificadas exportações de peixes nativos do Brasil para a Irlanda nos últimos 12 meses, segundo levantamento da Coordenação de Comércio Exterior do órgão.

Nas redes sociais, o pescado inusitado viralizou e internautas repercutiram a 'viagem internacional' do pacu. "O peixe foi fazer intercâmbio na Irlanda", brincou um espectador. "Foi aprender a falar inglês", escreveu outro. 

Bateria da natureza: conheça os poraquês, peixes elétricos capazes de disparar descargas de 860 volts Bateria da natureza: conheça os poraquês, peixes elétricos capazes de disparar descargas de 860 volts

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade