0

Ilhabela vai promover seu primeiro festival de audiovisual

Processo de seleção das obras, regulamento e categorias premiadas vão ser definidas nas próximas semanas

26 abr 2019
13h00
  • separator
  • comentários

A cidade litorânea de Ilhabela, a 200 quilômetros de São Paulo, vai realizar em novembro o seu I Festival de Audiovisual, com premiações e exibições de séries, documentários, longas, animações; rodadas de negócios etc. O anúncio formal do evento foi feito na manhã desta sexta-feira (26), na Rio2C, conferência sobre criatividade e inovações no segmento do audiovisual, que vem sendo realizada na Cidade das Artes, no Rio, e se encerra no próximo domingo.

Anúncio formal do I Festival de Audiovisual foi feito na Rio2C, conferência sobre criatividade e inovações no segmento do audiovisual, que vem sendo realizada na Cidade das Artes, no Rio
Anúncio formal do I Festival de Audiovisual foi feito na Rio2C, conferência sobre criatividade e inovações no segmento do audiovisual, que vem sendo realizada na Cidade das Artes, no Rio
Foto: Silvio Barsetti / Terra

O processo de seleção das obras, o regulamento e as categorias premiadas vão ser definidas nas próximas semanas. O festival está programado para o período de 19 a 23 de novembro. A escolha do mês tem o objetivo de mover o turismo local, que representa 80% do orçamento do município, antes dos meses que lotam Ilhabela - dezembro, janeiro e fevereiro, por causa do calor e da beleza de suas praias.

"Decidimos ter uma nova base econômica. Os royalties que recebemos da exploração do petróleo têm prazo de validade. E apostamos na cultura, na economia criativa. Com o festival, podemos capacitar jovens para um novo mercado de trabalho na cidade e dar mais fôlego à rede hoteleira e gastronômica", disse Luiz Gustavo de Oliveira, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo de Ilhabela.

Enzo Arns, da Produtora Matilha, que ganhou licitação para tocar o projeto, afirmou que o festival quer ser autossustentável nas próximas edições. Por enquanto, a maior parte de recursos para viabilizá-lo deve vir da prefeitura. "Já temos várias entidades ligadas à produção de audiovisual interessadas em se associar conosco, assim como grandes empresas dispostas também a investir no festival."

A vinda de uma comitiva da cidade para a Rio2C possibilitou encontros com players, produtores e distribuidores, para a apresentação e divulgação do festival. Ilhabela não dispõe hoje de nenhuma sala de cinema - a primeira está em construção. Os organizadores do evento projetam exibições em espaços públicos, notadamente nas praias mais badaladas da região.

Veja também:

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade