PUBLICIDADE

Inteligência Artificial redistribui o wi-fi por toda a casa

Já estamos cansados de wi-fi instável que atrapalha assistir filmes e jogar online. Que tal uma IA para resolver isso?

13 ago 2018 10h05
ver comentários
Publicidade

Em tempos em que home-office se mistura com Netflix, Spotify e games online, cada vez mais o wi-fi se torna um item sobrecarregado em nossas casas. Ainda que haja diversas soluções para ampliar o sinal pela casa (a imensa maioria promete mais do que cumpre, pra ser sincero), ainda não tem nada que seja realmente satisfatório. A Samsung promete mudar esse cenário colocando IA (Inteligência Artificial) na distribuição do wi-fi.

Foto: Samsung / Divulgação

Trata-se da série SmartThings, que a Samsung lança com alguns produtos que prometem otimizar o wi-fi através de diversos cômodos de uma residência. Combinados, eles usam a IA de forma a ampliar o sinal de forma satisfatória para quem quer ver filmes, ouvir música e jogar online ao mesmo tempo.

O roteador SmartThings Wi-fi é quem coordena tudo usando a IA de forma a criar um verdadeiro mash-up de gadgets. Ele funciona assim: o roteador da Samsung promete cobrir cerca de 130 m2 de uma casa, mas é normal que o local tenha “dead zones”, ou seja, zonas que ficam com o sinal mais fraco por razões das mais diversas (paredes, aquário, microondas, móveis etc.). O trabalho da IA aqui é justamente identificar essas “dead zones” e reforçar automaticamente o sinal nesses lugares.

Mas a função matadora da plataforma da Samsung na verdade é ainda mais ampla. Exemplo: alguém está assistindo Netflix na sala enquanto outra pessoa joga online no quarto. Ambos precisam de mais largura de banda de internet do que um smartphone que está sendo usado para bate-papo em rede social, um tablet que está só verificando e-mail ou uma impressora conectada ao wi-fi. Voilá!

Unidade simples do SmartThings: o preço é meio salgado...
Unidade simples do SmartThings: o preço é meio salgado...
Foto: Samsung / Divulgação

O SmartThings entra na jogada com sua IA diminuindo a interferência, reforçando o sinal para quem precisa mais e diminuindo para quem precisa menos. De quebra, a IA ainda restringe acesso de crianças a conteúdo restrito, bastando para isso uma configuração adequada feita pelos próprios pais.

O SmartThings já está à venda nos Estados Unidos por preços que variam de US$ 120 (unidade simples) a US$ 280 (combo triplo). A gente promete testar em breve a plataforma aqui no canal DIGITAL para detalhar como ele funciona na prática.

 

Digital
Publicidade
Publicidade