PUBLICIDADE

Pai de piloto raptado pelo Estado Islâmico pede piedade

O jordaniano Muadh al Kassasbe foi capturado após queda de avião na Síria

25 dez 2014 12h56
| atualizado às 12h57
ver comentários
Publicidade
Imagem divulgada pelo Centro de Media Raqqa, afiliada ao grupo Estado Islâmico, mostra o piloto jordaniano capturado Muaz Kasabeh, em Raqqa, Síria, em 24 de dezembro
Imagem divulgada pelo Centro de Media Raqqa, afiliada ao grupo Estado Islâmico, mostra o piloto jordaniano capturado Muaz Kasabeh, em Raqqa, Síria, em 24 de dezembro
Foto: Raqqa Media Center / AP

O pai do piloto jordaniano Muadh al Kassasbe, capturado pelo Estado Islâmico (EI) na Síria, pediu a libertação do filho e "piedade" ao grupo jihadista. O militar foi raptado após a queda do caça F-16 que ele comandava.

"Espero que deus encha os seus corações de piedade para soltá-lo", declarou Youssef al Kassasbe. Já um irmão do piloto apelou para a sua crença religiosa. "Eu lhes imploro, libertem-no, ele é um devoto muçulmano, nas suas missões sempre tinha o Corão do seu lado", afirmou, segundo o site israelense "Ynet".

O sequestro de Muadh al Kassasbe causou grande desconcerto na Jordânia, que integra a coalizão liderada pelos Estados Unidos para combater o EI. O rei Abdullah II garante estar seguindo o caso "de perto e com grande atenção".

Desvendando o Estado Islâmico Desvendando o Estado Islâmico

Fonte: Ansa Brasil
Publicidade
Publicidade