2 eventos ao vivo

O jovem que vendeu o rim para comprar um iPhone e hoje vive preso a uma cama

Com 17 anos, o chinês Xiao Wang entrou em contato com uma rede de traficantes de órgãos e vendeu seu rim; oito anos depois, necessita de hemodiálise e mal pode deixar a cama.

17 jan 2019
08h42
atualizado às 09h43
  • separator
  • 26
  • comentários

Preso a uma cama e dependente de uma máquina de hemodiálise, o jovem chinês Xiao Wang sofre até hoje - e sofrerá pelo resto da vida - as consequências de uma decisão que tomou há oito anos.

Xiao Wang recebeu 3 mil dólares por seu rim
Xiao Wang recebeu 3 mil dólares por seu rim
Foto: BBC News Brasil

Na época com 17 anos, Wang queria muito um iPhone, mas sem dinheiro para comprá-lo, decidiu vender um de seus rins.

Morador da província de Hunan, no sul da China, ele contatou uma rede ilegal de tráfico de órgãos sem que sua família suspeitasse.

Os traficantes ofereceram US$ 3 mil por um de seus rins. E Wang aceitou.

Wang contraiu uma infecção na clínica ilegal
Wang contraiu uma infecção na clínica ilegal
Foto: BBC News Brasil

Disseram a ele que poderia viver tranquilamente com um rim só e fizeram a operação - cujas condições de higiene e cuidado estavam longe do ideal.

Com o dinheiro, Wang comprou um iPhone e um iPad, mas pagou um preço alto.

Sua família só descobriu o caso por desconfiar da origem do dinheiro que ele usou pra copiar os objetos e notar que ele estava com problemas de saúde.

Seus pais denunciaram o caso à polícia, que prendeu nove pessoas e gerou um caso de repercussão internacional. Os médicos e traficantes foram condenados pela Justiça chinesa a penas entre 3 e 5 anos de prisão.

Mas apesar da condenação e da indenização de US$ 200 mil recebida pela família, as consequências da retirada do rim nunca poderão ser revertidas.

Na clínica ilegal em que Wang fez a cirurgia, ele contraiu uma infecção que levou à falência progressiva de seu único rim restante.

Segundo os jornais chineses "Sohu" e "Oriental Daily", hoje ele depende de uma máquina de hemodiálise, precisa de assistência médica 24 horas por dia e mal consegue levantar da cama.

Veja também:

Japoneses tomam banho gelado em ritual de purificação

 

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
  • separator
  • 26
  • comentários
publicidade