0

Nova York irá processar governo Trump por separações de famílias na fronteira, diz governador

19 jun 2018
21h11
  • separator
  • 0
  • comentários

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, um adversário político do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira que o Estado irá processar o governo Trump por separar filhos de imigrantes de seus pais quando apreendidos cruzando ilegalmente a fronteira dos EUA.

Governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, discursa em evento na cidade de Nova York
15/01/2018 REUTERS/Eduardo Munoz
Governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, discursa em evento na cidade de Nova York 15/01/2018 REUTERS/Eduardo Munoz
Foto: Reuters

As separações e detenções de crianças na fronteira do sul dos EUA com o México causaram protestos nos Estados Unidos e condenação no exterior, impulsionados por vídeos de crianças em celas e áudios de crianças chorando, transmitidos em canais de TV e publicados nas redes sociais.

"A política do governo Trump de dividir famílias é um fracasso moral e uma tragédia humana", disse Cuomo, um democrata, em comunicado anunciando o processo.

Cuomo disse que separar pais e crianças na fronteira viola seus direitos sob a Constituição dos EUA, precedentes da Suprema Corte dos EUA e um acordo legal de 1997 que estabelece padrões para o tratamento de crianças detidas por razões imigratórias.

Um porta-voz do governo Trump não pôde ser imediatamente contatado para comentários sobre o processo de Nova York.

Autoridades dos EUA defenderam as medidas como uma maneira de proteger a fronteira e impedir entrada ilegal. Trump, um republicano, fez da postura linha-dura sobre imigração uma peça central de sua Presidência.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade