2 eventos ao vivo

Homem é morto em ataque com machete em Londres

Cameron convocou uma reunião de emergência de um comitê de segurança especial; governo trabalha com possibilidade de ataque terrorista

22 mai 2013
14h05
atualizado em 4/12/2013 às 15h14
  • separator
  • 0
  • comentários

Um homem morreu e outras duas pessoas ficaram feridas em um ataque com um machete (tipo de facão) na região sudeste de Londres. O ataque ocorreu por volta das 16h (12h de Brasília) desta quarta-feira. Segundo a rede de notícias BBC, o governo britânico está tratando o caso como um possível incidente terrorista e o primeiro-ministo do país, David Cameron, disse estar "chocado". 

Perito é fotografado de tenda montada no local em que o homem foi assassinado
Perito é fotografado de tenda montada no local em que o homem foi assassinado
Foto: AP

Testemunhas disseram que um homem foi atacado na rua Woolwich por dois indivíduos, que posteriormente foram baleados pela polícia. A vítima fatal seria um soldado em atividade em um quartel na rua, mas esta informação ainda não é confirmada. 

"Achamos que o homem era um soldado. Não sabemos as circunstâncias do incidente", disse o deputado de Woolwich e Greenwich Nick Raynsford depois de ter conversado com um policial no local. "A polícia precisou agir para deter esses indivíduos", acrescentou. Raynsford também informou que foram encontradas armas de fogo, facas e facões no local do incidente.

"Esses dois caras loucos, eles eram animais. Eles arrastaram o pobre coitado - ele obviamente estava morto, não há como um humano suportar o que eles fizeram para ele. Eles o arrastaram da calçada, jogaram o corpo no meio da rua e o abandonaram lá", disse um homem identificado como James à rádio LBC

Os dois suspeitos foram levados para um hospital para receber tratamento. 

Polícia isola área após o ataque
Polícia isola área após o ataque
Foto: AP

Governo convoca comitê de segurança
Cameron convocou uma reunião de emergência do comitê Cobra de segurança de seu governo depois do ataque, informou seu gabinete. O governo britânicos só realiza reuniões do Cobra para lidar com incidentes que têm implicações na segurança nacional.

"O primeiro-ministro afirma que o assassinato em Woolwich é verdadeiramente chocante e ele pediu ao ministro do Interior para liderar uma reunião do Cobra", disse o gabinete de Cameron à Reuters.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade