PUBLICIDADE

Lula grava vídeo para campanha de Nicolás Maduro na Venezuela

Em depoimento de dois minutos, ex-presidente pede votos para o herdeiro político de Hugo Chávez

1 abr 2013 23h00
| atualizado em 2/4/2013 às 11h35
ver comentários
Publicidade
Veja mensagem de Lula em apoio a Nicolás Maduro:

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou na campanha política na Venezuela e gravou uma mensagem de dois minutos em apoio ao candidato chavista Nicolás Maduro. O vídeo foi postado na conta oficial da campanha do presidente interino nesta segunda-feira. “Nos oito anos em que fui presidente do Brasil tiver a oportunidade de conviver com Maduro”, afirma.

O tom da mensagem segue a linha escolhida pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (Psuv) para a campanha: mostrar que Maduro representa a continuidade de Chávez. “Sempre foi visível sua profunda afinidade com nosso querido e saudoso amigo Hugo Chávez. Os dois compartilhavam as mesmas ideias sobre o destino do nosso continente e os grandes problemas mundiais. Mais do que isso, Chávez e Maduro tinha as mesmas concepções em relação aos desafios que a Venezuela tinha pela frente: em defesa dos mais pobres”, diz Lula.

O ex-presidente brasileiro ressalta que “a grande obra de Chávez” foi ter sucesso na transferência da renda do petróleo, do qual a Venezuela é um dos grandes produtores mundiais, para os mais pobres. “Estou seguro que Maduro como presidente será capaz de realizar essa meta de Chávez”, afirma.

“A decisão de escolher um novo presidente caberá exclusivamente ao povo venezuelano. Não quero interferir em um assunto interno da Venezuela, mas não posso deixar de dar meu testemunho em nome do futuro desse país tão querido do povo brasileiro. Mas também em nome do Mercosul, no qual a Venezuela acaba de ser recebida”, diz Lula. Ele encerra o depoimento com uma das frases de efeito da campanha chavista: “Maduro presidente é a Venezuela que Chávez sonhou”.

No próximo dia 14 de abril, Maduro enfrentará o opositor Henrique Capriles nas urnas. Antes da morte de Chávez, no início de março, Maduro ocupava o cargo de vice-presidente executivo (indicado para o cargo pelo presidente). Nos anos anteriores, foi ministro das Relações Exteriores do país.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade