3 eventos ao vivo

Combates entre Exército e rebeldes na RDC deixam 19 mortos

21 mai 2013
11h49
atualizado às 11h52
  • separator
  • 0
  • comentários

Quinze rebeldes do Movimento 23 de Março (M23) foram mortos e 21 ficaram feridos, enquanto o Exército congolês registrou quatro mortos e seis feridos em suas fileiras durante combates nesta segunda-feira perto de Goma, no leste da República Democrática do Congo, anunciou nesta terça-feira o governo de Kinshasa.

"O registro dos combates de segunda, 20 de maio, indica 15 elementos mortos e 21 feridos nos combates (...) entre os pseudo-insurgentes do M23, enquanto as forças governamentais registraram quatro mortos e seis feridos", declarou nesta terça o porta-voz do governo, Lambert Mende, em uma entrevista coletiva à imprensa.

A retomada dos combates entre o Exército e os rebeldes ocorre antes da chegada na quarta do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, em viagem pela região dos Grandes Lagos, com uma etapa prevista em Goma, capital de Kivu Norte, antes de Kigali.

No dia 17 deste mês, o chefe da ONU anunciou a escolha do tenente-general brasileiro Carlos Alberto dos Santos Cruz como novo chefe da Missão de Estabilização da ONU na República Democrática do Congo (Monusco). Cruz substituirá o indiano Chander Prakash Wadhwa.

Segundo o porta-voz do governo, o M23 recebe o apoio de "reforços estrangeiros", vindos de um país que não teve seu nome indicado. Ele acrescentou que "armas pesadas e várias caixas com munições provenientes do exterior foram apreendidas em dois postos avançados do inimigo tomados pelas forças regulares congolesas".

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade