4 eventos ao vivo

"Preso, Lula perdeu percepção da realidade", afirma Ciro

Em sabatina, o candidato do PDT à Presidência afirmou que o ex-presidente perdeu grandes aliados e hoje "está cercado de puxa-sacos"

12 set 2018
11h20
atualizado às 11h33
  • separator
  • comentários

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse nesta quarta-feira, 12, que o posicionamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com relação à definição da candidatura petista deve ser relativizado por sua condição de preso. Em sabatina no jornal O Globo, ele criticou o PT pela decisão de só anunciar Fernando Haddad na terça-feira (11) - o que chamou de "desatino" -, mas eximiu Lula (preso pela Lava Jato após condenação em segunda instância).

Em sabatina no jornal O Globo, ele criticou o PT pela decisão de só anunciar Fernando Haddad na terça-feira (11) - o que chamou de "desatino" -, mas eximiu Lula
Em sabatina no jornal O Globo, ele criticou o PT pela decisão de só anunciar Fernando Haddad na terça-feira (11) - o que chamou de "desatino" -, mas eximiu Lula
Foto: Reuters

"O Lula a gente tem que relativizar, ele está isolado, é muito doído. Somos amigos, já brigamos, eu o apoiei em todos os momentos dos últimos 16 anos, abri mão de ser candidato (a presidente). Eu aguentei em nome do Brasil. Agora, o Lula perdeu os grandes amigos, Márcio Thomaz Bastos, Luiz Gushiken morreu, o (Antonio) Palocci está preso, o José Dirceu sofreu esse constrangimento, ele perdeu Dona Marisa. Hoje, está cercado de puxa-sacos, perdeu a percepção genial da realidade.

Veja também:

 

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade