PUBLICIDADE

Posso ingerir bebiba alcoólica após tomar a vacina da covid?

Sim, mas com moderação. Especialistas recomendam cautela após tomar qualquer medicamento

17 jan 2022 16h01
ver comentários
Publicidade

Após tomar a dose de vacina contra a covid-19 poder vir a dúvida se pode tomar uma cerveja ou uma taça de vinho. O álcool afeta a eficácia da vacina? Existe um período em que não se deve ingerir bebida alcoólica? A resposta é não para as duas perguntas, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). A entidade diz que o consumo é permitido e também afirma que a ingestão não aumenta as chances de eventos adversos pós-vacinais.

Porém, a SBIm diz que o uso deve ser moderado: "A ingestão excessiva ou o uso crônico e abusivo podem enfraquecer o organismo como um todo, incluindo o sistema imunológico, o que facilita infecções."

Funcionário da área da saúde extrai uma dose da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca fabricada pelo Serum Institute, da Índia, no Hospital de Doenças Infecciosas em Colombo, Sri Lanka, 29 de janeiro de 2021. REUTERS/Dinuka Liyanawatte
Funcionário da área da saúde extrai uma dose da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca fabricada pelo Serum Institute, da Índia, no Hospital de Doenças Infecciosas em Colombo, Sri Lanka, 29 de janeiro de 2021. REUTERS/Dinuka Liyanawatte
Foto: Reuters

Os fabricantes das vacinas CoronaVac (criado pela biofarmacêutica chinesa SinoVac) e Covishield (do laboratório AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford), amplamente usadas no Brasil, também não veem comprometimento do efeitos dos imunizantes e relação das bebidas com algum efeito adverso após a aplicação. 

 

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade