PUBLICIDADE

Michelle se vacinou contra covid em NY, diz Bolsonaro

Chefe de Estado afirmou que a esposa já é "maior de idade" e "sabe o que faz"

24 set 2021 11h44
| atualizado às 13h49
ver comentários
Publicidade
Ao lado de Michelle, Jair Bolsonaro desembarca no Aeroporto Internacional John Fitzgerald Kennedy, em Nova York
Ao lado de Michelle, Jair Bolsonaro desembarca no Aeroporto Internacional John Fitzgerald Kennedy, em Nova York
Foto: Alan Santos / PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou na última quinta-feira, 23, que a primeira-dama Michelle Bolsonaro se vacinou contra o novo coronavírus em Nova York. A confirmação de Bolsonaro veio durante a realização da sua live semanal. Michelle viajou ao lado do presidente para a Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU).

Bolsonaro afirmou que a esposa já é "maior de idade" e "sabe o que faz", mas revelou que para imunizar a filha mais nova do casal, Laura, de 10 anos, ele e Michelle precisarão conversar.

"Nos Estados Unidos, a minha esposa veio conversar comigo sobre tomar ou não a vacina. Dei a ela minha opinião. Não vou falar qual foi, mas ela tomou. Ela já é maior de idade, tem 39 anos, sabe o que faz. Agora, se for para vacinar a Laura, com 10 anos, vamos precisar conversar e decidir se vacina ou não", disse o presidente.

Durante seu discurso na Assembleia-Geral das Nações Unidas, Bolsonaro criticou medidas de isolamento contra a covid-19 e defendeu o uso de tratamentos ineficazes contra a doença.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, foi diagnosticado com novo coronavírus nesta sexta-feira, 24. Ele se vacinou contra a doença no fim de agosto e tomará a segunda dose em novembro. Eduardo, por sua vez, esteve na comitiva de Bolsonaro na Assembleia-Geral da ONU, assim como o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que está isolado em Nova York após ter sido diagnosticado com covid.

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade