PUBLICIDADE

Itália passa de 190 mil casos do novo coronavírus

País teve queda nos contágios ativos e manteve curva de desaceleração em pandemia

24 abr 2020 13h47
| atualizado às 14h02
ver comentários
Publicidade

O número de casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Itália chegou a 192.994, segundo balanço divulgado nesta sexta-feira, 24, pela Defesa Civil. Isso representa um aumento de 1,6% em relação ao dia anterior, quando o país havia registrado uma alta de 1,4%. Em termos absolutos, o crescimento foi de 3.021 casos.

Policiais italianos em patrulha contra deslocamentos irregulares em Milão, um dos epicentros da crise sanitária
Policiais italianos em patrulha contra deslocamentos irregulares em Milão, um dos epicentros da crise sanitária
Foto: ANSA / Ansa

Já o número de mortes chegou a 25.969, após um acréscimo de 420 óbitos, o que significa evolução de 1,6% em termos relativos, menor taxa desde o início da pandemia.

A Itália também soma 60.498 curados, 2.922 a mais (5,1%) que no balanço anterior. Com isso, o número de casos ativos (que desconta curados e mortos) atingiu 106.527, no quinto dia consecutivo de queda. Desse total, 82.286 estão em isolamento domiciliar; 22.068 pacientes estão internados; e 2.173 seguem em UTIs. É o 21º dia seguido de queda no número de pacientes em terapia intensiva.

A quarentena na Itália fica em vigor até 3 de maio, mas algumas atividades comerciais, como livrarias e papelarias, já reabriram as portas, com exceção de determinadas regiões, como Lombardia e Piemonte.

O governo também prepara um programa de testagem em massa na população para estimar o percentual de pessoas já imunizadas contra o novo coronavírus.

Além disso, o primeiro-ministro Giuseppe Conte trabalha em um cronograma de reabertura a partir de 4 de maio, que pode incluir parques e algumas atividades econômicas, como manufatura e construção civil.

Veja também:

'Não é gripezinha': o que dizem os curados do coronavírus:
Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade